Demorou, mas chegou: anunciado em março de 2015, o dispositivo Chromebit finalmente foi colocado à venda pela ASUS. O produto é uma parceria com a Google e faz com que qualquer tela que possua entrada HDMI (de televisores a monitores, por exemplo) se transformem em um dispositivo que roda o Chrome OS, sistema operacional da Google.

O Chromebit tem a forma de um pendrive e pesa apenas 75 gramas. Ele não é uma máquina top de linha: conta com 16 GB de armazenamento interno, além de 2 Gb de RAM.

Com um teclado e um mouse ligados via Bluetooth, é possível ter a experiência completa do Chrome OS. O sistema operacional ainda permite o streaming de mídias via Netflix, YouTube ou variados.

Aprovado?

Quem já testou o Chromebit, como o site Engadget, reclama da falta de potência do dispositivo, o que resulta em uma experiência ruim para multitarefas. A configuração nada intuitiva é tida como outro problema — talvez seja mais fácil comprar um notebook de uma vez ou somente um Chromecast para transmitir mídias, por exemplo. Ainda assim, ele pode servir para tarefas bem específicas e baratas, como vitrines virtuais de lojas ou cardápios interativos, por exemplo.

Disponível nas cores preta (Cacao Black) e laranja (Tangerine Orange), o Chromebit custa US$ 85 (aproximadamente R$ 324). Ele ainda não foi lançado no Brasil, mas nos EUA pode ser encontrado em lojas de varejo e sites como Amazon, Fry’s e Newegg.

O Chrome OS pode se tornar páreo para o Windows? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: