Parece que a Google acaba de entrar em uma briga na Rússia. Segundo o Serviço Federal Anti-Monopólio do país, a Gigante das Buscas tem até o dia 18 de novembro para rever o seu contrato e permitir que fabricantes de smartphones instalem seus próprios aplicativos em aparelhos com sistema Android

No momento, o acordo da Google com os parceiros permite que estes lancem dispositivos com a Google Play Store pré-instalada. Porém, ele é um pouco ‘sacana’ para alguns, pois exige que outros aplicativos da empresa, como o Search, também figurem na lista de softwares do aparelho. 

Evidentemente, isso cutucou, e de forma bem incômoda, a Yandex, que também é um dos serviços de busca mais acessados na Rússia. Inicialmente, esta se queixou diretamente com a Google dizendo que essa configuração acabava levando os usuários a usarem os serviços da Gigante da Buscas, não dando chances para outros vendedores. O Serviço Federal Anti-Monopólio concordou com a alegação e agora está tomando medidas para que a empresa pare de abusar de sua posição no mercado local. 

Até o momento da publicação desta notícia, a Google ainda não havia se manifestado sobre a situação. Entretanto, vale lembrar que essa não é a primeira vez que a empresa é acusada de tentar monopolizar mercados, pois a União Europeia também fez a mesma reclamação em abril deste ano.

O que você acha de todos os aparelhos Android obrigatoriamente virem com aplicativos da Google em destaque? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: