A Google divulgou na última quinta-feira (16) seu relatório fiscal para o segundo trimestre de 2015, que mostra que a Gigante das Buscas continua crescendo e se provando bastante lucrativa. Durante o período, a companhia registrou vendas de US$ 17,7 bilhões (valor 11% aos 15,9 bilhões do mesmo período do ano passado), o que resultou em um lucro líquido de 3,93 bilhões.

Com o resultado, cada ação da companhia registrou uma valorização de US$ 6,99, valor maior do que as previsões divulgadas pela empresa. O principal item de preocupação de Wall Street são os gastos da companhia, que aumentaram em 10% do segundo trimestre de 2014 para o segundo trimestre de 2015, chegando a US$ 12,9 bilhões.

A situação marca a primeira vez que a CFO Ruth Porat participa da divulgação do relatório fiscal da empresa para acionistas. Na época em que ela foi promovida ao cargo, previsões indicavam que sua função seria frear os gastos da Google — algo que parece não ter acontecido. Atualmente, os custos de operação e investimentos da corporação correspondem a aproximadamente 70% das vendas obtidas por ela.

Cupons de desconto TecMundo: