A Google é conhecida mundialmente e lidera vários setores da área de tecnologia há alguns anos. Ainda assim, uma série de curiosidades sobre os primeiros anos da companhia e números dessa gigante como um todo são explorados e divulgados a todo momento.

Reunimos oito desses momentos. Vários são curiosos e engraçados, mostrando como os fundadores da empresa, Larry Page e Sergey Brin, possuem mesmo um estilo fora do convencional de tocar uma companhia. A principal fonte para esses fatos é o livro "Google: A Biografia", de Steven Levy.

Confira a seleção abaixo: 

1) Servidor com LEGO

Acredite se quiser: o primeiro servidor da Google foi feito em um rack de LEGO. Os blocos de montar empilhavam 10 discos de 4 GB cada e foram usados por serem baratos e expansíveis. Sergey Brin e Larry Page também não tinham muita verba – nem expectativa de que o equipamento precisasse ficar tão grande.

2) Possibilidades de nome

Enquanto ainda era um projeto de pesquisa, o buscador era chamado na Universidade de Stanford de BackRub. A palavra significa massagem nas costas e se refere ao primeiro método de indexar os links das páginas, descrito pelos criadores como “andar para trás” e buscar as referências de cada endereço. Outro nome possível era The Whatbox — que é parecida com um palavrão em inglês, sendo rejeitado logo em seguida.

3) Steve Jobs CEO da Google?

Quando os primeiros investidores convenceram a dupla de fundadores a apostar em um nome experiente para comandar o executivo da empresa. O problema é que Steve Jobs era a única opção de Larry Page e Sergey Brin. Já imaginou ele como o primeiro CEO da Google, em 2000? Só que ele estava envolvido demais na Apple depois do retorno e lançaria o iPod logo em seguida. No fim das contas, Eric Schmidt foi o escolhido e ficou no cargo por dez anos. Outra opção também descartada era Jeff Bezos, da Amazon.

4) Azar no “Estou com Sorte”

O botão “Estou com Sorte”, que leva o usuário direto para a primeira página sugerida pelo Google para a sua pesquisa, quase saiu do ar em 2007. O motivo? Naquela época, ele fazia a empresa perder 110 milhões de dólares por ano. Isso porque cada clique lá significa menos visualizações nos anúncios das páginas de resultados.

5) Funcionários, acionistas e milionários

Mais de mil funcionários da Google viraram milionários da noite para o dia quando a empresa iniciou a venda pública de ações, em 2007. Até mesmo uma massagista que fazia sessões esporádicas de relaxamento recebeu algumas ações como pagamento e enriqueceu sem fazer ideia do que a esperava.

6) A simplicidade da página inicial

Dois botões, a logo da empresa e uma caixa de texto. Todo mundo conhece o design simples da página inicial do Google, que pouco mudou ao longo dos anos. O que você pode não saber é que ela só é assim porque Larry e Sergey não eram bons programadores quando fizeram o site. O que entrou no ar em 1998 era tudo o que eles sabiam de HTML na época.

7) Rá! Pegadinha do Gmail!

O Gmail foi anunciado em 2004 com 1 Gigabyte de armazenamento grátis, contra só 2 Megabytes dos rivais da época. Até aí tudo bem, mas a notícia saiu em um Dia da Mentira (primeiro de abril) e parecia boa demais para ser verdade. Muita gente esperou até o dia seguinte pra saber se aquilo não era pegadinha — e não era.

8) O carrinho de compras da Google

Até esse artigo ficar pronto, a Google já comprou 181 pequenas e médias empresas de todas as áreas, de pintura 3D até robótica, sem falar em áreas mais óbvias, como buscas, mapeamento e publicidade. Aliás, é bem provável que ela esteja comprando uma nova companhia neste exato momento. Fique de olho no TecMundo para saber qual será a próxima.

Cupons de desconto TecMundo: