A Google já confirmou oficialmente seus planos para abrir seu próprio serviço de uso de redes móveis, mas por enquanto não havia muitas informações sobre as diferenças entre a novidade da gigante das buscas e as opções de operadoras que já temos atualmente. Agora, um vazamento descoberto pelo Android Police parece ter revelado vários detalhes a respeito do produto da empresa de Mountain View.

O site descobriu um aplicativo vazado feito para a novidade da Google, encontrado na forma de uma imagem de firmware não oficial para o Nexus 6. Com o nome Tycho, o app contém recursos comuns de um programa de operadora – como conferir contas pagas e checar uso de dados, por exemplo –, mas também permite que você ative seu serviço com sua conta da gigante das buscas, solicite um novo número e troque sua linha diretamente pelo software.

Outra função do app permite que você suspenda ou pause sua conexão wireless ou até mesmo que cancele sua conta completamente, reunindo todas as funções de uma operadora no aplicativo. Além do Tycho, o firmware também faz menção a outro programa chamado Project Fi, o que suspeita-se ser um codinome para o novo serviço da Google, com direito a chamadas e mensagens de texto gratuitas nos EUA e cobrança de dador por GB usado.

Opções simples

As informações obtidas por meio do vazamento confirmam a participação das operadoras norte-americanas Sprint e T-Mobile como parceiras da Google no projeto e também sugerem que a gigante das buscas também vai oferecer opções de planos apenas com uso de dados móveis. Isso seria o ideal para quem procura simplesmente uma forma de acessar as redes 4G via tablet, por exemplo, sem se importar com chamas de voz fora da internet.

Ao confirmar os boatos de que a empresa de Mountain View possui planos de lançar seu próprio serviço wireless, Sundar Pichai ressaltou que a companhia não “planeja se tornar uma operadora em grande escala”. Como não se sabe ao certo se o vazamento veio com certeza da Google, é preciso considerar as informações com cautela.

Ainda assim, as revelações da descoberta dos apps estão perfeitamente de acordo com os rumores que já circulavam sobre o serviço wireless. Por enquanto, podemos apenas esperar até a próxima edição da conferência Google I/O, onde o chefe responsável pelos produtos móveis da gigante das buscas deve falar mais sobre a novidade – e torcer para que algum dia ela chegue ao Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: