O número de amantes da tecnologia que estariam dispostos a pagar qualquer preço para trabalhar em uma empresa como a Google certamente não é pequeno, e muitos deles certamente sacrificariam qualquer relacionamento para entrar na gigante das buscas. Esse, no entanto, não é o caso de Patrick Pichette, o atual chefe do setor financeiro da empresa.

Em seu perfil no Google+, o executivo divulgou sua intenção de deixar o cargo na empresa durante os próximos meses, atitude que foi motivada pelo desejo de viajar pelo mundo junto a sua esposa, Tamar. “Após quase 7 anos como CFO, vou me aposentar da Google para passar mais tempo com a minha família. Sim, eu sei que você já ouviram essa frase antes. Nós doamos muito aos nossos trabalhos. Eu certamente doei”, afirmou Pichette.

Segundo ele, a decisão veio como resultado de uma longa reflexão iniciada por uma conversa que teve com sua esposa no cume do monte Kilimanjaro, na África, durante uma viagem feita pelos dois. Enquanto estavam lá, Tamar teria repentinamente sugerido que eles continuassem a viagem rumo a outros países, mas o CFO negou o pedido, afirmando que ainda tinha muito a fazer em sua carreira na Google e que ainda não era “a hora certa”.

Hora de mudança

Na ocasião, a esposa de Pichette teria então questionado: “quando vai ser a hora? Nossa hora? Minha hora?”. Após muita reflexão, a indagação de Tamar levou o executivo a perceber que a escolha dependia apenas dele, já que seus filhos já estavam crescidos, que sua carreira estava prestes a completar quase 30 anos de “trabalho ininterrupto” e que seu aniversário de 25 anos de casamento estava se aproximando.

Ainda que a decisão pareça ser definitiva, a data da aposentadoria de Pichette ainda não foi definida e ele deve continuar seu trabalho normalmente por mais algum tempo. O CFO afirma que deve realizar a transição nos próximos meses, mas que isso só deve ocorrer após eles encontrarem um substituto para ocupar o cargo.

Cupons de desconto TecMundo: