Sundar Pichai é um executivo de grande responsabilidade dentro da Google: ele é nada menos que o sênior vice-presidente e uma das cabeças por trás do Android, Chrome e Google Apps.

Em entrevista à Forbes, Pichai comentou sobre o relacionamento da empresa com a Apple, as ambições na China e outros tópicos sobre a Google.

Concorrentes em diversas áreas, o CEO da Apple, Tim Cook, já fez declarações comentando que a Google tem como negócio "monetizar os seus usuários", depreciando assim o trabalho feito pela Gigante das Buscas.

Pichai tomou um momento da entrevista para responder a essa declaração: "Os usuários usam os nossos serviços por escolha. Todos eles são produtos muito amados. E nós temos muitos e muitos produtos com mais de 1 bilhão de usuários".

E, sobre a monetização, o VP respondeu: "Muitos de nossos serviços são gratuitos. Então é um pouco irresponsável falar que tudo deve custar centenas de dólares — como a maioria dos produtos da Apple custa. Nós descobrimos uma maneira de fornecer serviços importantes aos usuários com responsabilidade. Eu penso que isso é o que importa. E, se você perguntar à maioria deles, eles estão confortáveis sobre como isso funciona".

China e Google Play

Outro tópico abordado por Sundar Pichai foi o programa de propagandas no Google Play, explicando mais como as empresas utilizam os benefícios da publicidade: "Nós fornecemos as informações orgânicas, mas, ao mesmo tempo, permitimos que as companhias usem propagandas patrocinadas para alcançar mais usuários. Achamos que este mesmo modelo funciona muito bem no Play. O estágio inicial dessa publicidade para desenvolvedores está sendo disponibilizado".

Muitos serviços da Google são bloqueados na China, e, mesmo assim, a Gigante das Buscas tem algumas aspirações para o lugar, já que é um grande mercado. Pichai citou o interesse de desenvolvedores na criação de apps para o Play, já que o Android é um dos sistemas mais utilizados por lá.

"Eu não enxergo a China como um buraco negro. Eu vejo que ela como uma grande oportunidade na qual somos apenas uma plataforma hoje, mas teremos a chance de oferecer outros serviços no futuro", finalizou Pichai.

Se você quer ler a entrevista na íntegra, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: