Diretor da Mozilla confronta Apple, Google e Microsoft sobre instalação escondida de software

O diretor de desenvolvimento da comunidade da Mozilla, Asa Dotzler, pediu às três grandes rivais do Firefox – Apple, Google e Microsoft – que “deixem de ser malvadas”. Segundo o executivo, os aplicativos iTunes (Apple), Office (Microsoft), Chrome e Earth (Google) atuam como cavalos de troia, instalando software sem a autorização expressa do usuário.

De maneira semelhante ao acontecido com a Apple em 2008, quando a empresa foi acusada de esconder instalações de aplicativos nas atualizações do iTunes 8 para Windows, Asa Dotzler afirma que plugins relacionados aos aplicativos mencionados são sorrateiramente incluídos em downloads dos programas.

A reclamação do executivo tem origem na instalação não consentida do iTunes Application Detector pelo iTunes, dos plugins da Windows Live Gallery e do Office e também do Google Update entre os complementos do Firefox.

Em um artigo de seu blog pessoal, Asa Dotzler diz saber que o Firefox poderia fazer mais para proteger os usuários contra esse tipo de instalação, mas que isso não deveria ser necessário quando o programa instalado é de um desenvolvedor – teoricamente – confiável como a Microsoft, a Google ou a Apple.

Ao final da reclamação, além de pedir para que as empresas mencionadas parem de “ser malvadas” – comentário direto do lema informal da Google “don´t be evil” (não seja malvado) –, o executivo da Mozilla incita novas companhias como a RockMelt a não seguir os mesmos passos e simplesmente perguntar ao usuário a respeito da instalação de qualquer programa.

Cupons de desconto TecMundo: