A Google anunciou na última quinta-feira (28) que vai abandonar o sistema que mostrava a autoria de links exibidos por seu sistema de buscas. Segundo a companhia, a informação não se mostrou tão útil quanto ela esperava e chegava até mesmo a servir como uma distração indesejada para quem procurava alguma espécie de conteúdo.

A decisão surge poucos meses após a companhia decidir pela remoção das imagens associadas a produtores de conteúdo presentes na rede social Google+. Na época, John Mueller, da Google Webmaster Trends, afirmou que a decisão acabou aumentando o número de cliques que um link recebia.

“Caso você esteja curioso — em nossos testes, a remoção de autoria geralmente não parece reduzir o tráfego de sites. Isso também não aumenta os cliques em anúncios publicitários. Fazemos esse tipo de mudanças para melhorar a experiência de nossos usuários”, explicou Mueller em uma publicação que fala sobre o fim do sistema que indica o nome de autores.

Google+ continua presente nos resultados

“Estudamos as respostas de vários tipos de webmasters e usuários e ajustamos, atualizamos e aprimoramos o reconhecimento e a exibição de informações de autoria. Infelizmente, também notamos que esses dados não eram tão úteis a nossos usuários quanto esperávamos, já que eles podem distraí-los dos resultados. Com isso em mente, tomamos a difícil decisão de parar de mostrar a autoria em pesquisas”, complementa Mueller.

Apesar da mudança, a Google afirma que continua dedicada a exibir atualizações de contatos do Google+ nas páginas que exibem os resultados de buscas. Assim, parecem cada vez menores as chances de que a empresa desista de sua rede social em um futuro próximo — por mais que ela não tenha alcançado os resultados esperados até o momento.

Cupons de desconto TecMundo: