Piloto move ação contra Google por perfis falos e comunidades difamatórias no Orkut. Foto: Divulgação/Site oficial.

Piloto move ação contra Google por perfis falsos e comunidades difamatórias no Orkut. Foto: Divulgação/Site oficial.

A Google voltou a ser condenada a pagar indenização ao piloto brasileiro de Fórmula 1 Rubens Barrichello. Quem julgou o caso e condenou a empresa estadunidense foi o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Rubinho acusa a Google de manter perfis falsos e comunidades com conteúdo difamatório a respeito dele na rede social Orkut. A ação é movida desde 2006, e no ano passado a Google se defendeu afirmando que o conteúdo do site de relacionamentos é de responsabilidade dos próprios usuários, além de declarar que “não pode exercer o papel de polícia ou de juiz em relação aos internautas”.

Na última quinta-feira (21) foi realizado um novo julgamento e os desembargadores Carlos Teixeira Leite, Francisco Lourenço e Ênio Zuliani confirmaram por unanimidade a condenação da Google, no valor de R$ 200 mil.

Para Caroline Lyra Ranieri Amorim de Souza, advogada do piloto, os conteúdos indicados por Rubinho eram claramente ofensivos. Ela afirma também que antes da ação judicial a remoção dos conteúdos difamatórios relacionados a Barrichello já havia sido solicitada, porém, nada foi feito.

Cupons de desconto TecMundo: