Em uma dos investimentos mais incomuns da empresa até o momento, o Google investiu pouco mais de um milhão de dólares na compra da Shweebs. A companhia é responsável pela produção de um sistema de transporte que mescla características de monotrilhos com bicicletas convencionais, colocando os usuários dentro de tubos plásticos em um circuito suspenso.

O interesse do Google no meio de transporte é resultado do Project 10100, projeto da empresa que premia invenções que procuram fazer do mundo um lugar melhor. O Shweebs foi escolhido entre um dos cinco primeiros lugares entre mais de 150 mil competidores inscritos na última versão da competição.

A ideia foi desenvolvida pelo ciclista Geoff Barnett durante o período em que ele morava em Tokyo. Depois de seis anos de pesquisa intensiva, ele inaugurou a primeira pista do Shweebs na cidade de Rotura, na Nova Zelândia, que já atraiu mais de 30 mil turistas interessados em testar o sistema de transporte.

Além de ser uma alternativa que respeita o meio-ambiente, já que toda energia de movimentação parte do próprio usuário, o Shweebs é conhecida pela velocidade e eficiência. Quem se aventura no circuito de 200 metros consegue alcançar uma média de velocidade de até 45 km/h, em uma aventura “cheia de adrenalina”, conforme afirma seu criador.

Com o dinheiro obtido através da venda para o Google, o diretor de planejamento da companhia, Peter Cossey, planeja investir em pesquisas e na construção de um painel de demonstração do produto. O objetivo é a construção de vários circuitos ao redor do mundo, oferecendo uma alternativa de transporte tanto para pequenas cidades quanto para grandes centros urbanos.

 

 

Cupons de desconto TecMundo: