Em uma semana marcada pelos ataques a redes sociais, no domingo (26) foi a vez do YouTube ser vítima de hackers. Aproveitando-se de brechas de segurança no sistema para cadastro do site, diversos vídeos famosos tiveram seus títulos alterados. Muitos exibiam nomes de usuários do Twitter ou então palavras de cunho ofensivo aos autores e usuários do serviço.

A falha está presente no formulário preenchido quando os usuários publicam conteúdo próprio no YouTube e permite que qualquer pessoa altere os títulos dos vídeos publicados por outros usuários. Ao contrário dos problemas ocorridos no Orkut e Twitter, a brecha não danifica de nenhuma forma o computador do usuário  nem se espalha automaticamente para outras pessoas. Até o momento a Google não fez nenhum pronunciamento oficial em relação ao problema.

Semana marcada por ataques

A brecha de segurança do YouTube marca uma semana em que algumas das principais redes sociais sofreram ataques ocasionados por falhas de segurança. Na terça-feira (21) o Twitter sofreu um ataque que impedia os usuários de postar atualizações e exibia um código que se reproduzia automaticamente ao se passar com o mouse por cima. Somente quem utiliza o serviço a partir do site oficial foi afetado, já que a falha não foi capaz de se reproduzir nos programas para desktop.

Na quinta-feira (23), o Facebook sofreu uma falha que sobrecarregou seus servidores e fez com que a rede social ficasse duas horas e meia fora do ar. Já no sábado (26) foi a vez do Orkut ter uma de suas falhas exploradas, fazendo com que os usuários afetados enviassem mensagens automáticas para todos seus contatos e ingressassem automaticamente na comunidade “Infectados pelo vírus do Orkut”.

Cupons de desconto TecMundo: