O Android é um dos sistemas operacionais para smartphones mais populares atualmente. Sua possibilidade de variação de aparelhos, conseguindo assim preços acessíveis, faz do SO da Google um forte concorrente do poderoso iPhone.

Em maio deste ano, a Google anunciou a versão 2.2 Froyo, com muitas novidades e melhorias - como velocidade, tethering oficial, suporte total ao Flash, etc. No entanto, a aguardada versão só está disponível, por enquanto, no Nexus One.

Mesmo sem poder aproveitar direito o Froyo, a Google já dá indícios de que até o final do ano teremos a versão 3.0 Gingerbread. Listamos aqui quais melhorias e mudanças gostaríamos de ver na nova versão do popular sistema operacional.

Reprodução: Google

Atualizações!

Este é, sem dúvidas, uma das principais mudanças de que o Android precisa. De nada adianta fazer várias atualizações, se os usuários têm tanta dificuldade de ter acesso á elas. Várias vezes a Google afirmou que os aparelhos receberiam atualizações através da nuvem, mas isto ainda não aconteceu.

O upgrade do Android acontece de forma muito rápida. Só neste ano teremos, no mínimo, três novas versões do SO. Isso faz com que os usuários não queiram gastar e comprar outro aparelho, sendo muito mais simples a Google disponibilizar uma atualização.

E esta questão nos leva à outra mudança que gostaríamos de ver...

Abaixo às interfaces!

HTC TattooEmpresas como Motorola, HTC e Dell já declararam seu amor ao Android. No entanto, cada uma delas faz sua própria adaptação do sistema operacional, com interfaces próprias. A Motorola com a Motoblur e a HTC oferece a interface Sense.

No caso da Dell, esta interface personalizada torna-se um problema, pois muitos usuários reclamaram das limitações e modificações que ela impôs ao Android. Mas, no geral, o grande problema é que as interfaces são os empecilhos para que usuários possam atualizar seus aparelhos.

Isso ocorre porque cada empresa faz o desenvolvimento da interface para uma versão do sistema operacional, levando um longo tempo para poder atualizar e receber a nova versão do Android.

O grande problema é que, ao lançar novos aparelhos, as interfaces limitam a versão do Android. Dessa forma, aparelhos novos – como o Quench, da Motorola, com Android 1.5 – acabam saindo do forno com versões antigas.

Aplicativos mais abrangentes

Neste ponto, acreditamos que a própria Google deveria ser mais exigente com os desenvolvedores. Atualmente, usuários de várias versões do Android tem acesso ao Android Market. Porém, nem todos podem baixar os aplicativos.

Mesmo aplicativos oficiais – como o Google Goggles, Google Voice e Orkut – só possuem compatibilidade com versões do Android a partir do 2.1. Esta limitação é compreensível, pois o desenvolvedor terá muito mais trabalho para adaptar seu programa a cada versão do SO.

No entanto, a demora em atualizar o Android de muitos aparelhos vai gerar muitos aplicativos novos que tem poucos usuários, limitados pela versão de seu SO.

Android Market pago no Brasil!

Android MarketPor enquanto, os brasileiros ainda não têm como adquirir aplicativos pagos do Android Market. Dessa forma, ficamos restritos a versões Trial, principalmente dos jogos. Se Steve Jobs e a App Store conseguiram, por que a Google também não pode?

Seria muito interessante se a próxima versão do sistema operacional viesse combinada com esta melhoria do Android Market!

Exigências mínimas de configuração

Isso é extremamente necessário. Não adianta possuir um super sistema operacional que fique limitado por um aparelho com tela resistiva, processador lento ou bateria com pouca duração. Cada vez mais, o Android nos oferece serviços avançados e precisamos de bons aparelhos para rodá-lo em sua potência máxima.

Não é do interesse do usuário poder ter um suporte total ao Flash, da Adobe, se seu aparelho fica muito lento quando isso acontece. A mesma coisa com relação à bateria. Os smartphones com Android oferecem milhares de serviços, principalmente com relação à internet. Mas ainda somos obrigados à, dependendo do aparelho, recorrer ao carregador à toda hora.

Um teclado diferente

Ao aceitar o aplicativo Swype no Android Market, a Google deu um passo importante na otimização dos teclados virtuais. Apesar da variedade de aparelhos com Android permitir a escolha de um smartphone com teclado QWERTY, muitos aparelhos sem teclado físico são menores e mais acessíveis, o que agrada muitos usuários.

Dessa forma, a Google poderia tornar este diferencial algo oficial nos aparelhos com Android. O método utilizado pelo aplicativo Swype permite que o usuário escreva apenas deslizando os dedos entre as letras do teclado, sendo prático e rápido para mensagens e textos.

Aplicativos oficiais

Reprodução: GoogleNosso último desejo diz respeito aos aplicativos oficiais do Android. Ele possui agenda, calculadora, email e... Basicamente isso. Seria muito interessante que aplicativos como um bloco de notas, lista de tarefas, gerenciador de conexão 3G e, principalmente, um finalizador de aplicativos (como o Advanced Task Killer) fossem oficiais.

Todas estas mudanças que gostaríamos de ver podem não estar tão longe assim. Os usuários do Android aguardam, ansiosamente, pela versão 3.0 Gingerbread. E mais do que isso: querem saber quando poderão, finalmente, atualizar seus Androids e desfrutar de todas as novidades!

 

Cupons de desconto TecMundo: