Google deixa de usar Windows por motivos de segurança

2 min de leitura
Imagem de: Google deixa de usar Windows por motivos de segurança
Avatar do autor

Desde que um ataque ao Google originado na China trouxe dores de cabeça muito fortes aos engenheiros da empresa, a palavra “segurança” passou de ideal e virou ordem naquele prédio no Vale do Silício, nos Estados Unidos. Como solução imediata, foi decidido que o Windows seria o “sistema proibido” dentro das instalações Google. Tudo isso para intensificar a segurança.

Entretanto, o Chrome OS ainda não foi finalizado para que as máquinas tenham seus sistemas operacionais trocados por alguma “prata da casa”. Por isso, a direção do Google concordou em manter apenas o mínimo necessário de computadores com o Windows funcionando. Todos os outros devem mudar para os sistemas OS X ou Linux.

O clima de desconfiança com o Windows dentro do Google é tão grande, que é preciso ter autorização de pessoas do alto escalão da empresa para poder usar esse sistema operacional. O plano, a longo prazo, é instituir ferramentas produzidas pelo próprio Google. Por isso tudo o que já foi produzido para “a Nuvem” também é usado por lá.

Google proíbe o Windows!

Protestos?

Sim. Houveram alguns protestos quanto à remoção de uma alternativa de sistema operacional a ser usado pelo pessoal do Google. Porém, alguns funcionários dizem que seria muito mais grave se tivessem cortado os Macs. É bem provável que em um futuro não tão distante assim, isso venha a acontecer, depois do que foi dito por Vic Gundotra, vice-presidente de engenharia do Google.

Gundotra disse que o futuro proposto pela Apple não é o futuro que eles querem. A linha de pensamento defendida pelo vice-presidente de engenharia do Google leva a crer que a empresa de Steve Jobs seria algo como o Grande Irmão, do livro 1984 de George Orwell. Na obra, o Grande Irmão tudo controla e tudo vê. E, de acordo com o raciocínio de Gundotra, o mesmo aconteceria com a Apple e a sua dominação.

Assim, podemos esperar para breve algum tipo de rompimento com a Apple também. Mas será que essas medidas não fazem do Google um pouco “impopular”? Talvez. Mas o importante nesse caso todo é a opção por não utilizar mais um sistema operacional. Já era de se esperar que algo do tipo fosse acontecer mais cedo ou mais tarde.

A causa

Segurança em primeiro lugar!A decisão por banir o Windows surgiu do ataque à operação Google na China. Isso já está bem claro. Mas o que ocasionou esse ataque é mais grave: uma falha no Internet Explorer que deixa vulnerável todas as versões recentes do sistema operacional da Microsoft. Para não correr esse risco, ficou muito claro que não é mais permitido usar as cores do Windows por lá.

A ideia de proibir o sistema já vem desde janeiro deste ano. Então, se você pretendia trabalhar no Google e continuar usando o Windows, pode mudar seus planos. Procure mais informações sobre o Chrome OS, afinal a tendência é que o uso interno do sistema operacional da própria empresa seja mandatório dentro de algum tempo.

E você?

Coloque-se no lugar de um dos engenheiros do Google. O que você pensa sobre essa decisão da maior empresa de internet do mundo? Vote na enquete abaixo e faça sua opinião ser ouvida nos comentários!

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google deixa de usar Windows por motivos de segurança