(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

O AdWords é uma das principais fontes de negócios do Google, preenchendo os navegadores de milhões de pessoas com anúncios customizados e direcionados. Muitas dessas propagandas são legítimas e conferidas regularmente pelo próprio Google, porém vários casos maliciosos podem escapar para enganar os números do gigante.

Somente no ano passado, mais de 100 milhões de anúncios foram cortados pelo site por não cumprirem determinadas diretrizes do Google.

Entretanto, um caso que ocorreu em 2010 e que só recentemente foi comentado pelo Google revela como um modelo de anúncio de uma quadrilha criminosa foi identificado pela empresa. Muitos anúncios de carros usados apareceram no site, com veículos de origem um tanto suspeita. O engenheiro do AdWords David Baker disse que nunca ouviu falar em carros falsificados, porém esse parecia ser o caso da questão.

Confusão no momento da transação

Com algumas investigações, constatou-se que os carros chineses anunciados no Google eram reais, porém que não eram realmente comercializados. Os ladrões fotografavam os carros normais que estacionavam nas ruas e os anunciavam no site para então encontrar os clientes que quisessem comprá-los. Quando alguém desejava comprar determinado carro, os ladrões roubavam o veículo solicitado e o entregavam ao cliente como se fosse deles.

Quando o cliente percebia o fato, os ladrões já tinham fugido com o dinheiro. Como consequência, as vítimas faziam denúncias ao Google, alegando que anúncios fraudulentos estavam veiculando no site. O especialista em fraudes chinesas online Dahui Li disse que as pessoas caíam na trapaça por acreditar que por ver os carros reais eles eram legítimos, sem desconfiar da origem dos automóveis.

Investigação cibernética

Mas o que fez com que os algoritmos do Google também identificassem o problema? Segundo os engenheiros, os algoritmos são decididos com base em inúmeros fatores, porém é bastante provável que as transações com altíssimos valores para os carros e as constantes criações e eliminações de novas contas para os mesmos anúncios sejam o principal fator de detecção de fraude.

Parece um pouco simples demais, porém não deixa de ser algo interessante saber que o próprio Google pode identificar fraudes desse grau no sistema (que ocorrem em ambiente completamente off-line, apesar de originárias da internet). Infelizmente, os ladrões não puderam ser legalmente culpados por essas ações, já que as relações do Google com a China não são muito amigáveis – eles simplesmente foram expulsos do AdWords e tiveram todas as suas contas rastreadas. 

Cupons de desconto TecMundo: