Desde o ano passado, a Google trabalha em um projeto de acesso à internet sem fio chamado Google Fiber. O foco dessa iniciativa é o de prover uma troca de dados em alta velocidade e qualidade, superando os serviços de telecomunicações existentes. No entanto, os testes aconteceram somente nos Estados Unidos.

Contudo, essa situação pode mudar em um futuro próximo. A gigante das buscas pretende construir redes de acesso à internet sem fio em regiões que ainda estão em desenvolvimento. Por enquanto, a Google vai trabalhar na África subsaariana, sudoeste da Ásia e em locais próximos.

E, se você está se perguntando o motivo de a empresa se deslocar para essas regiões e não trabalhar perto dos seus escritórios, Matt Cutts — o cabeça do time responsável pelo projeto — respondeu no Twitter. Segundo ele, esse tipo de tecnologia seria muito mais fácil de testar em locais sem interferência do que nos Estados Unidos, por exemplo.

Os esforços já começaram...

Para que isso seja possível, a companhia já está tentando encontrar empresas parceiras nestas regiões. Além disso, ela também pretende trabalhar com o que é chamado de “espaços brancos”, que nada mais são do que frequências licenciadas para o sinal de televisão e que não são realmente utilizadas.

Apesar de as fontes internacionais não terem citado o real nome da tecnologia que vai ser utilizada, a Google afirmou que vai trabalhar com recursos recentemente desenvolvidos. Por conta disso, é bastante provável que essa iniciativa realmenta seja “turbinada” pelo Google Fiber.

Cupons de desconto TecMundo: