Que a Google domina a internet, ninguém mais duvida. Gmail, Orkut, Picasa, YouTube e o buscador mais utilizado no mundo são apenas alguns dos vários serviços prestados pela empresa estadunidense fundada em 1998.

Quase 12 anos depois, a Google aparece com mais uma novidade: rumores indicam que a gigante da web pretende lançar no mercado um aparelho de televisão. Ela não estaria sozinha nessa nova empreitada, mas sim acompanhada de duas outras gigantes: a estadunidense Intel e a japonesa Sony.

Android e a web em sua sala

A notícia veio à tona após publicação do jornal The New York Times e parece que o principal objetivo do novo aparelho seria levar a web para dentro da sua telona. O sistema operacional (SO) seria o Android, SO da Google desenvolvido para aparelhos de telefone celular.

A combinação seria simples: aparelho de televisão equipada com um processador Intel Atom juntamente com um set-top box (um receptor semelhante aos de TVs por assinatura) e pronto, você teria dentro da tela a rede mundial de computadores.

Google + Intel + Sony = Google TV

Por meio da Google TV deve ser possível acessar a internet - e participar de redes sociais como o Twitter e o Picasa. E isso deve ser tão simples quanto mudar de canal. Para os parceiros envolvidos no projeto, essa é uma boa oportunidade para reposicionarem suas marcas no mercado: a Google e a Intel entrando de vez no mercado que integra TV com computador e a Sony tentando retomar sua fatia no número de vendas de televisores.

Acessórios

Os periféricos (controles remotos e alto-falantes) que comporão o Google TV devem ficar por conta da Logitech, empresa especializada no ramo e conhecida no mundo todo. Além disso, a publicação do The New York Times aponta ainda que um pequeno teclado também deve acompanhar o aparelho.

Ainda de acordo com o jornal estadunidense, as fontes da notícia solicitaram anonimato, pois a Google não comenta rumores e o projeto ainda corre em segredo. De qualquer forma, até surgirem as primeiras notícias oficiais, muita conversa ainda vai rolar e novos vazamentos devem deixar todos ainda mais curiosos para o lançamento do aparelho.

Mercado de portáteis agora na TV

Se analisarmos o que vem por aí, a Google TV pode significar um divisor de águas na comercialização de aplicativos online. O mercado de aplicativos para celulares e portáteis em geral movimenta bilhões de dólares todos os anos e é por esse caminho que deve trilhar o “triunvirato” Google-Intel-Sony com seu novo aparelho.

A distribuição digital de conteúdo parece realmente ser um ninho de ovos de ouro e exemplos não faltam. Seja na comercialização de filmes com a Saraiva Digital ou de jogos com o Steam, cada vez mais as formas de entretenimento se integram por meio da tecnologia.

É claro que ainda é muito cedo para afirmar algo, principalmente em relação ao Google TV, porém, já podemos “viajar” e pensar que comprar filmes, jogos e aplicativos pela TV é uma realidade mais próxima do que imaginamos.

Cupons de desconto TecMundo: