O Galaxy Y é só um dos diversos aparelhos da Samsung com Android. (Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

A Samsung é uma das principais parceiras da Google quando o assunto é o Android. Dominando quase 40% do mercado global de smartphones, a fabricante coreana é o principal nome no combate contra a Apple e seus iPhones. A gigante das buscas, porém, parece estar preocupada com toda essa influência.

Andy Rubin, vice-presidente de conteúdo digital e mobile do Google, teria mostrado preocupação com a possibilidade de a Samsung usar sua influência para exigir avanços ou tentar influenciar no desenvolvimento do Android. Ou, pior do que isso, desenvolver sua própria versão do sistema operacional, assim como fez a Amazon em seus aparelhos da linha Kindle.

Foi justamente essa ideia que levou a Google a adquirir a Motorola, um negócio visto como uma “apólice de seguro” pela companhia. Por meio da fabricante, a empresa tentaria frear os avanços da Samsung, não permitindo que ela tenha controle total do mercado.

Cupons de desconto TecMundo: