Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Google)

O novo Chromebook nem sequer foi lançado, mas já tem gente fazendo suas alterações no laptop da Google. E a primeira grande mudança, como não poderia deixar de ser, está na possibilidade de fazer com que o notebook rode o Ubuntu.

A mudança faz sentido, principalmente se levarmos em consideração que o sistema operacional do aparelho, o Chrome OS, se baseia exatamente no armazenamento nas nuvens que exige uma conexão constante com a internet. Desse modo, a instalação de uma versão do Linux funciona como uma alternativa offline para o computador.

No entanto, engana-se quem acredita que a proeza foi feita por um dos diversos hackers que passam a vida tentando quebrar bloqueios e restrições feitas pelas empresas. O autor da novidade foi ninguém menos do que um funcionário da própria Google.

Em seu perfil no Google+, Olof Johansson não apenas revelou seu feito como ainda ensinou as pessoas a instalar o Ubuntu em seu Chromebook baseado na arquitetura ARM.

Processo complicado

De acordo com Johansson, a instalação do Linux em seu notebook se deu a partir da criação de uma partição em um cartão SD e a utilização de códigos que permitiu que elementos de inicialização do Ubuntu e do Chrome OS se misturassem. Então, bastou fazer a conexão via uma entrada USB para que o Chromebook deixasse de ser um computador que exige uma conexão online.

No entanto, ele faz questão de frisar que é preciso ter cuidado. Segundo o funcionário da Google, o processo de instalação é complicado e, se a pessoa fizer algo errado, pode danificar todo o sistema. Por isso, ele recomenda atenção e diz que, se o usuário não está confiante o suficiente para fazer a alteração, que espere métodos futuros e mais simples.

Fonte: Olof Johansson (Google+)

Cupons de desconto TecMundo: