(Fonte da imagem: Reprodução/Getty Images)

Olho por olho, dente por dente! Incomodada com a proposta do governo francês de taxar os buscadores, a Google respondeu à altura afirmando que, se a medida for aprovada, os sites franceses deixarão de ser indexados pela sua ferramenta de pesquisa.

De acordo com a AFP, citada pelo France 24, a gigante de Mountain View encaminhou um comunicado oficial (que a agência de notícias teve acesso) para alguns ministérios da França com a ameaça.

A Google teria dito que, se a proposta de taxação continuar tramitando, em consequência, ela seria obrigada a não realizar mais referências a mídias e serviços do país — deixando de redirecionar cerca de 4 bilhões de cliques mensais para sites franceses.

Na outra ponta da disputa, os órgãos relacionados com as mídias de comunicação da França discordam, dizendo que eles próprios são os grandes interessados no projeto em questão, pois a empresa de tecnologia seria a grande beneficiária e que teria a maior parte dos lucros ao linkar notícias geradas por veículos do país.

O impasse ainda é bastante delicado e não se sabe se a medida seguirá sendo avaliada pelas autoridades francesas. A AFP lembra que a Google não é de ficar apenas no “papo”: em 2011, a gigante teria cortado a apresentação de resultados com notícias da Bélgica após um incidente parecido.

Fonte: France 24

Cupons de desconto TecMundo: