(Fonte da imagem: Café com Bits)

A Google sofreu mais uma derrota em sua batalha de patentes no exterior contra a Microsoft. Um tribunal alemão decidiu que diversos tablets e smartphones fabricados pela divisão da Motorola Mobility infringiram uma patente da Microsoft e garantiu à gigante dos softwares a proibição das suas vendas no país germânico. A Microsoft deverá pagar 61,4 milhões de dólares como caução para ver a proibição implementada.

A patente em questão é relacionada à entrada de texto que cobre “um método para lidar com a comunicação entre um teclado e uma aplicação”. A Microsoft alega que a funcionalidade foi inserida dentro do Android, e não especificamente em aparelhos da Motorola.

O reduto solitário da Google

A razão pela qual a Microsoft não processou as outras fabricantes (como HTC e Samsung) é porque elas concordaram em licenciar a função. A partir de agora, a Google poderá seguir dois caminhos: ou promove alterações no Android – para evitar novas violações – ou concorda em pagar os royalties que a Microsoft exige.

A Microsoft se diz muito satisfeita com o resultado da sentença, a terceira a seu favor contra o Google na Alemanha. Dave Howard, consultor jurídico da empresa, afirma que a Microsoft vai continuar a aplicar as medidas inibitórias contra os produtos da Motorola na Alemanha, “na esperança de que a empresa se junte aos outros fabricantes de dispositivos Android, tendo uma licença para invenções patenteadas pela Microsoft”, conclui.

De acordo com o site de notícias AllThings D, a Google está aguardando a decisão por escrito para avaliar suas opções, incluindo uma apelação.

Fonte: PCMag, AllThings D

Cupons de desconto TecMundo: