(Fonte da imagem: Reprodução/The Next Web)

Como padrão, todo link selecionado no iOS resulta na abertura do Safari, navegador proprietário da Apple. Porém, a partir do lançamento do aplicativo do Google+ para o sistema operacional, o mesmo processo poderá ser feito no Chrome (caso ele esteja instalado) — basta que os desenvolvedores optem por usar um sistema de URLs diferenciado.

Atualmente, o recurso só funciona dentro do software específico da rede social da Google, porém a companhia já oferece a documentação necessária para que ele seja implementado em outros programas. Vale notar que o navegador da companhia sofre com alguns problemas na plataforma devido a limitações criadas pela Apple.

Exemplo disso é a falta de acesso ao recurso Nitro JavaScript, que garante um melhor desempenho no carregamento de alguns sites. Dessa forma, o Safari costuma ser mais utilizado simplesmente porque a fabricante de aparelhos como o iPhone e o iPad lhe oferece vantagens notáveis em relação aos produtos de outras companhias.

Ao que tudo indica, em breve todos os aplicativos desenvolvidos pela Google vão contar com essa integração com o Chrome. Dessa forma, a companhia vai conseguir favorecer os seus produtos ao mesmo tempo em que não quebra os termos que estabelecem que somente o navegador da própria Apple pode ser configurado como um software preferencial do iOS.

Fonte: The Next Web

Cupons de desconto TecMundo: