Ao que parece, um reforço da grife no front de hardware é cada vez mais considerado pela Google — consequência bastante natural do lançamento da central multimídia Nexus Q. Em entrevista recente ao jornal The New York Times, o presidente da companhia, Eric Schmidt, afirmou que os novos investimentos se encaixam nos “negócios de informação”.

Embora seja avesso ao título “empresa de hardware”, Schmidt afirmou que a Google pretende ter uma linha complementar de dispositivos. Ademais, ele reconhece que a compra da Motorola — para além das vantagens obtidas com patentes — foi decorrente da percepção de que, afinal, trata-se de um mercado atraente.

“Nós sempre quisemos estar no negócio de hardware”, afirmou o executivo. “Larry [Page] e Sergey [Brin] sempre quiseram desenvolver hardware, de um jeito ou de outro. Essa foi uma forma de entrar rapidamente”. Schmidt afirmou ainda que as novas apostas da companhia ocorrem em uma tentativa de revigorar a marca e crescer além do onipresente mecanismo de buscas.

Fontes: Googlediscovery, The New York Times

Cupons de desconto TecMundo: