A Google anunciou na última quarta-feira (16 de maio) o desenvolvimento de um recurso que pode trazer os computadores vistos na série Star Trek para a realidade. Batizada como Knowledge Graph, a novidade aprimora o sistema de buscas da companhia, fazendo com que ele seja capaz de diferenciar com maior propriedade termos semelhantes entre si.

Segundo a companhia, a tecnologia é integrada com o banco de dados do Freebase, Wikipedia e do CIA World Factbook. Ao todo, a invenção pode trabalhar com mais de 500 milhões de objetos, sendo capaz de entender e criar relacionamentos entre 3,5 bilhões de fatos. O recurso leva em consideração a maneira como as pessoas pesquisam assuntos, e qual deles tem a maior probabilidade de ser exatamente aquilo que você está procurando.

Buscas mais inteligentes

Amit Singhal, engenheiro da Google, explica que o sistema consegue descobrir os fatos mais importantes sobre uma pessoa ou lugar, dando destaque para esses dados. Quando há um conflito entre palavras semelhantes (como a palavra maçã/Apple), o Knowledge Graph faz perguntas para saber o que você realmente quer encontrar.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Official Blog)

Além disso, a novidade se apropria dos dados coletadas pela Google durante anos, dando destaque especial para os conteúdos considerados mais relevantes pelos usuários. Ao pesquisar por autores como J.R.R. Tolkien, por exemplo, a tecnologia dá mais destaque aos livros que ele escreveu do que para a sua biografia pessoal que, em geral, é menos procurada na rede.

“Esperemos que esse incremento de inteligência lhe dê uma visão mais completa de seus interesses, ofereça resultados mais exatos e aumente sua curiosidade sobre novos tópicos. Estamos orgulhos de nosso primeiro passo — o Knowledge Graph — que vai nos permitir tornar as buscas mais inteligentes, nos deixando mais próximos do ‘computador de Star Trek’ que eu sempre sonhei em construir”, finaliza Amit Singhal.

Fonte: Google Official Blog

Cupons de desconto TecMundo: