(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

A batalha judicial entre o Google e a Oracle está rendendo notícias curiosas. A última que surgiu foi a de um protótipo do Google Phone que foi apresentado pela empresa de Mountain View para a operadora T-Mobile, em 2006, cerca de dois anos antes de o T-Mobile G1 (ou HTC Dream) ser lançado.

Os planos da Google previam um aparelho com um teclado físico completo e acesso ilimitado à internet. O modelo é muito similar aos aparelhos BlackBerry, que na época eram sinônimo de smartphones.

As especificações do gadget não foram divulgadas, mas a Google tinha em mente que o Android teria o hardware nivelado em um patamar mínimo para garantir a estabilidade do sistema. Esse hardware seria um processador de ao menos 200 MHz, 64 MB de memória RAM, suporte a cartão miniSD, câmera de 2 megapixels com um disparador físico, USB, Bluetooth e tela com suporte a 16-bits de cor.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Repare que não existe menção à tela com sensor de toque, e o que ajuda a fortalecer os indícios de que elas nem mesmo eram cogitadas a entrar no projeto é o fato de que existiam dois botões para acessar o menu do software.

Ainda bem que a Google reviu as especificações dos aparelhos. Talvez isso tenha acontecido por causa do lançamento do iPhone, em 2007, que chegou antes do primeiro Google Phone e mudou os rumos do mercado de smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: