No fim de janeiro, a Google anunciou mudanças nos termos de serviço e na política de privacidade de seus serviços. A companhia alertou que planejava abolir dezenas de pequenos detalhes para criar um documento mais sucinto.

As alterações não deveriam causar tanta euforia, porém, quando se falou no uso de dados pessoais, todos ficaram preocupados com a política diferenciada. Mas, afinal, o que a Google vai fazer com seus dados pessoais? Ela tem esse poder de usar suas informações como quiser?

Uma conta para todos os serviços

Já havia uma integração entre as páginas da Google, mas ela acaba de ficar mais forte. Com a nova política da empresa, todo o conteúdo que você acessar em quaisquer dos serviços poderá ser utilizado nos demais sites da companhia. Isso quer dizer que suas pesquisas no principal portal de buscas da web poderão mudar o conteúdo sugerido no YouTube.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Agora, sua conta Google também está mais “pública”. A companhia relata que pode compartilhar seu nome, foto e outros dados presentes no seu perfil do Google+ com pessoas que estejam na sua lista de contatos do Gmail. A empresa ainda pode usar tais dados em todos os outros serviços.

Confecção de anúncios

As propagandas do Google Adsense estão espalhadas por todos os cantos da web. Esse serviço já é muito inteligente e consegue sugerir anúncios relativos ao conteúdo da página visitada. Com os novos termos, a companhia poderá usar dados de suas pesquisas para entender o que você realmente busca e, assim, exibir resultados de buscas e propagandas personalizadas.

Não é preciso se preocupar tanto, pois a Google garante que não vai compartilhar seus dados pessoais com parceiros. Segundo a nova política, a companhia tem o direito de revelar informações anônimas para anunciantes. Isso quer dizer que eles terão acesso a dados gerais, contudo, seu nome, seu email e outros detalhes não serão acessíveis a terceiros.

Tudo será guardado!

É provável que você não saiba, mas sua conta Google tem um histórico com registros de todas as suas pesquisas e sites visitados. Esse recurso tem como principal objetivo facilitar sua vida, porém, os novos termos da companhia podem assustar um pouco.

Segundo a nova política, a Google pode coletar e armazenar algumas informações que ficam registradas nos servidores. Não há como relatar o que exatamente a companhia vai colocar no histórico, mas tudo que você realizar num serviço da empresa pode ser armazenado.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

A Google ainda pode armazenar chamadas de voz, números de telefone, duração das ligações, informações do seu dispositivo e muito mais. A princípio, essa mudança é benéfica e serve para a empresa melhorar seus serviços e o sistema operacional Android. Todavia, muitas pessoas ficam se questionando o porquê de tanta invasão de privacidade.

Ninguém é obrigado a usar

Enfim, a partir de hoje, quem deseja usar os sites da Google deve concordar com os novos termos. E convenhamos, é muito difícil sobreviver sem o YouTube e o buscador da companhia. Como a própria empresa relata, ninguém precisa aceitar as mudanças de política, mas quem não gostar das novas ideias acaba se obrigando a deletar sua conta.

Cupons de desconto TecMundo: