(Fonte da imagem: Reprodução/Paid Content)

Ontem, o Tecmundo noticiou que a Microsoft comprou espaços publicitários em três dos maiores jornais norte-americanos para atacar a Google, que mudou suas políticas de privacidade recentemente. As mensagens colaboraram para aumentar a sensação de invasão que os internautas (principalmente os dos Estados Unidos) já estavam sentindo desde que as alterações foram anunciadas.

Agora, a Google decidiu contra-atacar e, em anúncios na internet, deixou bem claro para todo mundo: “Estamos mudando nossas políticas de privacidade, não o seu controle de privacidade”. Isso significa que, apesar de unir contratos de aceitação de termos de serviço (e com isso otimizar o sistema de anúncios), as pessoas não terão seus dados expostos de nenhuma maneira. A carta pode ser vista por este link (em inglês).

Em nenhum momento a Google atacou os serviços da Microsoft em suas mensagens. Como o The Verge relatou, o caso merece especial atenção por um fator bastante raro: a Google assumiu publicamente que os seus clientes podem estar assustados com as mudanças bruscas. Quem discorda da nova política tem até o dia 1º de março para cancelar as contas – não fazê-lo representará a aceitação dos termos.

Cupons de desconto TecMundo: