Já vamos deixar bem claro: seu próximo sonho será trabalhar na Google. A gigantesca companhia é conhecida pelo seu ambiente totalmente diferenciado e que valoriza muito seus funcionários. Você já deve ter ouvido falar da atmosfera descontraída do local, assim como de algumas das vantagens cedidas aos trabalhadores. Mas, quando os relatos da rotina de trabalho vêm diretamente de quem trabalha lá, tudo fica ainda mais impressionante.

Steve Yegge é engenheiro de software da Google, mas também conhecido pelas suas postagens prolíficas na rede social da companhia, a Google+. Recentemente, Yegge lançou um texto que conta como é trabalhar na Google, trazendo detalhes que, conforme o próprio engenheiro diz, fazem as pessoas duvidarem da autenticidade dos relatos. Vamos aos detalhes.

Comer é o melhor para crescer

O primeiro assunto que Yegge decide comentar é a alimentação que os funcionários têm na empresa. Segundo o membro da Google, toda comida é gratuita em seu trabalho. E, ao contrário do que se pode imaginar, a alimentação não se resume apenas a salgadinhos e refrigerantes. Na Google, você come como um verdadeiro rei. Lá, você encontra as seguintes opções, espalhadas pelos três edifícios da Google Kirkland:

  • Três cafeterias;
  • Seis a oito cozinhas estufadas com todos os tipos guloseimas;
  • Duas máquinas de café expresso operadas por baristas;
  • Uma máquina de iogurte congelado;
  • Uma confeitaria com decoração inspirada nos anos 1950;
  • Dezenas de geladeiras com bebidas;
  • Feiras semanais com vegetais colhidos localmente;
  • Mesas com petiscos, cervejas e vinhos para as sextas-feiras;
  • Chefes de cozinha especializados;
  • Lanchonetes de hambúrgueres personalizados;
  • Pizzarias;
  • Máquinas para prensar pães;
  • Casa de assados;
  • Seções de frutas, saladas, sopas e de culinárias vegetarianas e veganas;
  • Bolos de diversos tipos.

Achou muito? Então se lembre de que tudo isso é totalmente grátis, e os trabalhadores ainda podem trazer convidados para aproveitar o banquete. Alguns dos estabelecimentos permanecem abertos 24 horas por dia e todos os dias da semana, garantindo a alegria de quem estiver fazendo plantão.

AmpliarCozinha da Google (Fonte da imagem: Flickr do usuário sevenblock)

Academias, estúdios de música e paredes de escalada

Felizmente, as maravilhas da Google não se resumem apenas ao paraíso dos glutões. A companhia também conta com uma imensa variedade de instalações e muitas delas ajudam os funcionários a queimar as gordurinhas que acabam surgindo. Veja só o que mais a Google oferece aos seus funcionários:

  • Paredes de escalada;
  • Mesas de sinuca;
  • Mesas de pebolim;
  • Cadeiras de massagem;
  • Academia aberta por 24 horas;
  • Consultório médico com um Google Doctor;
  • Cabeleireiros especializados;
  • The Soundgarden (um estúdio musical com duas guitarras, baixo, teclado, bateria, amplificadores e instrumentos clássicos);
  • Barcos;
  • Salas de videoconferência (decorada em estilo “fazenda”, com direito a cavalos empalhados);
  • Quadras de basquete;
  • Capelas;
  • Parque para cachorros (com direito a hidrantes com as cores da Google);
  • Salas de aleitamento materno para novas mamães;
  • Pontos de recarga para carros elétricos;
  • Uma cabine telefônica em estilo britânico;
  • Abajures de lava em tamanho gigante;
  • Sofás ao redor de lareiras;
  • Cabines de foto;
  • Estacionamento de bicicletas com direito a compressor de ar e bancada de ferramentas;
  • Redes para se deitar e puffs;
  • Salas de jogos, com Xbox, Wii, fliperamas e muito mais.

Uma das áreas de lazer da Google (Fonte da imagem: Picasa Google)

Viajando a trabalho

Como se não bastasse tudo isso, a Google ainda oferece viagens anuais, com tudo pago, para seus funcionários. Yegge conta que os trabalhadores já visitaram vários locais diferentes e tiveram a chance de esquiar, passear em parques de diversão e até mesmo ir para a Disneylândia — que foi fechada só para os funcionários.

No último ano, a companhia deu duas escolhas aos seus membros: passar a noite em um radical passeio com esquis ou ir para Las Vegas. Quem escolheu partir para Vice City teve a chance de aprender tudo sobre pôquer e os principais jogos da cidade, graças a um curso com especialistas, oferecido gratuitamente pela empresa.

Em suma, como o próprio Yegge comenta, escrever sobre como é trabalhar na Google é complicado, por dois motivos: 1) as pessoas não costumam acreditar 2) os textos não conseguem acompanhar todas as novidades que surgem diariamente na companhia.

Para finalizar, Yegge ainda comenta sobre os presentes “aleatórios” que os funcionários recebem e também menciona as enormes festas realizadas dentro da própria empresa. O engenheiro pensa até em escrever um livro sobre tudo isso. Pena que, quando a obra estiver concluída, a segunda edição já terá de estar sendo preparada, pois a Google não para de inovar. Já enviou o seu currículo?

Cupons de desconto TecMundo: