O Trike, triciclo com câmeras do Google Street View, acoplado em um barco para capturar imagens do rio (Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Além de poder caminhar ao redor de Stonehenge e passear por dentro do complexo do castelo de Himeji-jo, os usuários do Google Street View em breve vão poder navegar pelas águas dos rios Amazonas e Negro, em meio à Floresta Amazônica. Isso será possível graças ao treinamento dado pela empresa a representantes da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), para que eles possam capturar imagens e inseri-las no sistema. O uso de meios de captura alternativos aos carros também estão sendo utilizados.

Conforme a postagem feita no blog oficial da Google, a primeira fase do projeto iniciou-se nesta quarta-feira (17) e visa cobrir uma distância de 50 km do Rio Negro, entre a comunidade de Tumbira e a comunidade de Terra Preta. A captura será feita por barcos, carros e triciclos. Como o de costume, as fotos serão tratadas e mescladas para fornecer aos usuários do sistema a visualização de 360º da região.

Além disso, imagens internas de centros comunitários e escolas vão fornecer uma ideia de como é a vida e o trabalho da população local. Para a captura das imagens internas a equipe vai usar o mesmo tipo de tripé que fotografou o interior de estabelecimentos comerciais em outras cidades.

Confira algumas das imagens do projeto liberadas pela Google:

Cupons de desconto TecMundo: