Você certamente já teve que provar que é uma pessoa e não um bot ao digitar números, resolver puzzles ou simplesmente assinalar “que não é robô” no reCAPTCHA, o serviço líder da Google para a verificação conhecida como CAPTCHA (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart ou “teste Turing completamente público e automatizado para separar computadores de seres humanos”). A Gigante das Buscas anunciou nesta quinta-feira (9) que esse processo deve aparecer com menos frequência, até se tornar “invisível”.

Novidade já havia sido adiantada no final do ano passado e começa a vigorar agora

Segundo a companhia, toda a checagem deve acontecer na surdina, com “um sistema que combina máquina de aprendizado e análise avançada de riscos e que se adapta a novas e emergentes ameaças”. Caso ainda haja dúvidas, você pode voltar a ser testado com os métodos mais recentes.

A atualização já havia sido anunciada no final do ano passado e agora é que passa a vigorar efetivamente. A companhia não divulgou muitos detalhes e provavelmente não o fará para evitar que hackers descubram os novos padrões de segurança. Confira o teaser:

reCAPTCHA complementa trabalho da Google

Várias pessoas não sabem: muitas das vezes que completamos alguma numeração ou solucionamos desafios de reCAPTCHA, estamos ajudando os computadores da companhia de Mountain View a resolver problemas que eles não conseguiram.

Se você já completou um desses então já ajudou o algoritmo de reconhecimento da Google a evoluir

Se você já decifrou uma série de números quase ilegíveis, por exemplo, então conseguiu fazer o que os carros do Google Street View não foram capazes na identificação de casas das ruas de todo o mundo. Um painel de figuras que pede ao usuário para distinguir o padrão, como gatos, está treinando o algoritmo de reconhecimento de imagens da máquina de aprendizado da empresa.

Como o processo agora será “invisível”, parece que eles já não precisam mais de nossa “forcinha”.

Cupons de desconto TecMundo: