Uma das principais referências no que diz respeito ao desenvolvimento de sistemas de direção autônomos, a Google pode ter desistido de fabricar um automóvel próprio baseado na tecnologia. Segundo o The Information, a companhia decidiu adotar uma nova estratégia baseada no trabalho conjunto com montadoras já estabelecidas no mercado.

Com isso, a empresa deve focar no desenvolvimento de sistemas de automação que podem ser aplicados em carros com propriedades mais convencionais. O primeiro resultado da nova estratégia deve ser uma versão da minivan Pacifica fabricada pela Fiat Chrysler — caso os testes com o veículo sejam bem-sucedidos, ele pode ser empregado em um sistema de compartilhamento de rotas com características autônomas.

O primeiro resultado da nova estratégia deve ser uma versão da minivan Pacifica fabricada pela Fiat Chrysler

A decisão de mudar os rumos do projeto é de responsabilidade do CEO da Alphabet, Larry Page, e da CFO Ruth Porat, que consideram impraticável a ideia de criar um veículo comercial sem volante. A decisão é um tanto inesperada quando levamos em consideração o histórico da divisão Google X, que costuma trabalhar com bastante autonomia e que tinha o apoio de Sergey Brin, cofundador do Google que já defendeu várias vezes a ideia de construir um carro do início ao fim.

A previsão é a que a companhia faça um anúncio oficial sobre sua mudança de rumo em uma coletiva programada para esta terça-feira (14). Resta esperar para descobrir o que o futuro reserva para as iniciativas autônomas da empresa, conhecida por seu empreendedorismo e inovação.

Cupons de desconto TecMundo: