(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Namie é hoje uma paisagem deserta. Pelas ruas da cidade, nenhum movimento humano há dois anos... Exceto, talvez, por um carro multicolorido e cheio de câmeras. O local compõe as cercanias da usina nuclear de Fukushima e foi completamente evacuado diante do desastre iminente após os terremotos de 2011. Bem, agora os residentes podem retornar às suas casas, mesmo que apenas virtualmente.

Como parte do projeto “Memories for the Future”, a Google enviou a Namie, no Japão, o veículo do serviço online Street View. Os registros da zona de exclusão foram encomendados pelo prefeito da cidade, Tamotsu Baba.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Google)

De volta para casa

O político tem dois objetivos em mente: em primeiro lugar, permitir que os mais de 21 mil ex-moradores possam, finalmente, “voltar para casa” — mesmo que seja apenas para um rápido vislumbre do que restou. “Muitos dos cidadãos deslocados pediram para ver o estado atual da cidade”, disse Baba ao site oficial do referido projeto.

Consciência nuclear

Em segundo lugar, há a intenção de mostrar ao mundo a crise atual das vizinhanças da antiga usina. “Há certamente muitas pessoas no mundo que gostariam de ter uma ideia mais clara de como um incidente nuclear pode afetar as comunidades próximas.”

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Google)

Entre as imagens registradas pelas câmeras do Google Street View, há casas em ruínas ocupando as ruas, diversos barcos de pesca destroçados, ocupando as margens de uma estrada até onde a vista alcança. “Nós realmente apreciaríamos se você visse essa coleção de imagens do Street View, a fim de entender o estado atual de Namie-machi e compreender a tremenda gravidade da situação”, conclui Baba.

As imagens das cercanias da usina de Fukushima encontram-se atualmente disponíveis  no Google Maps e também no site do projeto Memories for the Future.

Cupons de desconto TecMundo: