Após estrear a linguagem Material Design em 2014, a Google lentamente passou a expandi-la além dos limites do sistema operacional Android. O próximo produto da empresa que deve incorporar o sistema é seu serviço de buscas, que promete ficar mais bonito e útil após a transformação.

A mudança não chega a ser chocante: a companhia continua a exibir resultados na forma de uma grade, escolha de layout que se mantém inalterada. As principais mudanças ocorrem no plano de fundo — que passa a adotar um tom leve de cinza — e na maneira como links individuais são destacados, ganhando uma pequena sombra que sugere uma pequena elevação.

Há mudanças na maneira como a empresa exibe módulos informativos: em vez de aparecerem na parte lateral da tela, agora eles surgem em uma área destacada que precede os demais resultados. Vale notar que o sistema ainda está em fase de testes, o que significa que a Google ainda pode realizar diversos ajustes antes de liberar a novidade para o público em geral.

O sistema também recebeu uma mudança na iconografia da lupa presente na caixa de buscas e alterou seu símbolo de configuração para três pequenos pontos empilhados — algo que deve ser familiar a usuários do Android. Os testes parecem ter começado recentemente e as diferenças só aparecem para um número restrito de usuários, sendo que ainda não há prazo para elas serem liberadas oficialmente.

Cupons de desconto TecMundo: