Recentemente, um grupo tentou ganhar dinheiro fácil revendendo smartphones Google Pixel e já está começando a se arrepender da escolha. De acordo com o PhoneArena, centenas de membros do fórum do site Dan’s Deals relataram bloqueios de backups, recuperações e outros serviços conectados a suas contas Google.

As pessoas afetadas teriam comprado o telefone Pixel da Google e depois repassado os produtos para um revendedor em New Hampshire, estado que não cobra imposto sobre as vendas.

Os lucros que o revendedor teria sobre esses aparelhos — muito requisitados, haja vista sua limitação — seriam divididos com os que enviaram os smartphones para lá. Mas os planos da empresa foram interrompidos por causa do bloqueio já mencionado.

O que rolou exatamente?

Segundo o site Dan’s Deals, algumas dessas pessoas abriram várias contas Google para fazer pedidos de mais de cinco telefones, e eles foram bloqueados em todas as contas. Depois de entrar em contato com o comerciante de New Hampshire, Daniel acrescentou que o responsável retornaria todos os telefones para a Google e que toda a situação seria esclarecida.

As proibições foram severas, fazendo com que até contas associadas (mesmo as que não foram usadas para comprar os smartphones) fossem bloqueadas. Isso aconteceu porque um dos grandes termos de contrato da Play Store foi ferido: você pode comprar um aparelho para uso pessoal ou para presente, mas não pode comercializá-lo.

Em um post em seu site, Daniel Eleff escreveu: “Eu não estou defendendo quem viola as condições de venda, mas acho que é pesado para a Google bloquear o acesso a todos os serviços. Violar a política de revenda de telefone do Google é realmente digno de uma pena de morte digital?”.

Desbloqueios

Poucos dias após o início da história, a Google reativou as contas bloqueadas. Ainda não se sabe se o bloqueio original foi feito por intervenção humana ou se foi algum algoritmo da Google agindo. Mesmo assim, os aparelhos devem ser retornados — com reembolso.

********

Este texto faz parte do programa TecMundo Experts, pelo qual leitores com alguma especialidade em tecnologia podem encaminhar seus conteúdos para o TecMundo. As matérias publicadas aqui são enviadas de modo voluntário e sem vínculo empregatício.

Cupons de desconto TecMundo: