Não é raro que a Google solte atualizações de segurança periodicamente para os celulares da casa, com downloads pequenos que resolvem pequenas falhas e bugs no Android. Internamente, esses patches são ainda mais corriqueiros, já que os engenheiros da companhia precisam testar tudo antes de liberar o conteúdo para o público. Agora, no entanto, essas duas etapas se confundiram um pouco, já que alguns usuários comuns do Pixel XL receberam um update reservado apenas a funcionários da empresa em seus dispositivos.

As notificações sobre a atualização começaram a chegar aos consumidores na última terça-feira (18) através do sistema OTA (Over-the-Air) e explicitavam que não se tratava de um pacote convencional. Afinal, a descrição do arquivo deixava claro que era algo feito apenas para uso exclusivo da Gigante das Buscas e anunciava em caixa-alta: “CONFIDENTIAL INTERNAL ONLY” – algo como “Confidencial, apenas uso interno”.

Atualização chegou "sem querer" aos donos do Pixel XL

“Esse é um update OTA confidencial apenas para os Googles que atualiza o seu Pixel XL com os patches de segurança de maio de 2017”, avisava a mensagem. “Você pode usar o seu celular normalmente, mas não discuta ou comente sobre esse update externamente”, finalizou o alerta, pedindo que feedbacks fossem enviados para um endereço específico da empresa.

Considerando que a família Pixel recebeu recentemente a atualização 7.1.2 do Android Nougat e que o download do pacote “extraviado” tem apenas 62,3 MB, é bem possível que o patch não tenha outras novidades além de correções de segurança que – muito provavelmente – só serão liberadas em maio. Vale lembrar que não é a primeira vez que um episódio como esse acontece, uma vez que, em 2016, o dono de um Nexus 6P recebeu uma build interna do Android 7.0 bem antes de seu lançamento oficial.

Cupons de desconto TecMundo: