Depois dos anúncios de uma revisão geral no Google Maps durante o evento I/O e, mais recentemente, da surpresa de alguns usuários ao encontrarem ontem (9) uma nova versão do serviço no Google Play, eis que a companhia torna oficial: o seu sistema operacional mobile conta atualmente com um novo Maps.

Entre as vantagens, há a combinação da já tradicional localização global a algumas informações de cunho mais prático — indo alguns passos além dos retornos com latitude e longitude, portanto.

Há agora integração direta com o aplicativo para análises de restaurantes, o Yelp — o qual é ativado imediatamente quando você “olha” para um estabelecimento no mapa. Além disso, você também vai poder incluir os seus próprios comentários sobre os locais que visitar.

Explore

(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

A nova função Explore lembra muito uma ferramenta do Foursquare. Trata-se da possibilidade de navegar unicamente com toques através de uma localidade, sem a necessidade de digitar ou pronunciar algo. Há cinco categorias disponíveis, as quais compõem os critérios de buscas: “comer”, “lojas”, “beber”, “dormir” e “jogar”, o que serve, naturalmente, para mostrar restaurantes, bares, hoteis, atividades etc., considerando-se uma determinada região.

Feedback

Outra alteração considerável aqui é a possibilidade de disparar feedbacks em relação ao próprio Google Maps. Conforme explicou o diretor do Maps, Daniel Graf, em postagem no blog oficial da Google, basta chacoalhar o seu telefone sempre que o serviço se mostrar ineficiente ou trouxer dados equivocados — ferramenta que já existe na versão para iOS, vale lembrar.

(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

“Nós dependemos dos usuários para nos dizer quando algo mudou”, disse ele. Chacoalhar a tela fará com que uma tela de feedback seja exibida, na qual se podem acrescentar comentários sobre o problema em questão — que pode ser tanto fotos ruins como erros em relatórios de trânsito e horários imprecisos em relação ao funcionamento de estabelecimentos comerciais.

“O que a Google fez com o Maps é bom, mas pode se tornar mais funcional quando os usuários passam a colaborar para tornar as coisas ainda melhores”, conclui Graf.

À la Google Now

A versão anunciada para navegadores do Google Maps durante a feira I/O primava pelo realismo ao exibir mapas. Bem, a versão mobile partiu para uma abordagem um tanto distinta. Os resultados das buscas são mostrados na parte inferior da tela, em um formato que lembra bem o do Google Now — o assistente pessoal virtual da empresa.

(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Para buscar resultados próximos após uma busca, basta escorregar o dedo sobre o aparelho, deslocando os cartões.

Waze? Ainda não

O novo Google Maps para Android também inclui informações sobre o tráfego, avisando sobre possíveis inconvenientes e mostrando rotas alternativas. Sim, isso se parece muito com o Waze — aplicativo que, inclusive, foi adquirido recentemente pela Google. Mas, não, ainda não se trata do Waze. Aparentemente, ainda é “muito cedo” para incluir ferramentas do software.

Street View com upgrades

O Street View também ganhou uma polida com a nova versão do Maps para o robozinho. A funcionalidade “business photos” permite agora que, ao navegar à altura da rua, você possa buscar diretamente locais de interesse.

(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Além disso, a ferramenta também teve seu modo offline revisto. Basta agora disparar um “ok, Maps” na caixa de buscas enquanto estiver visualizando um mapa que gostaria de salvar para que ele seja automaticamente salvo no aparelho — tanto o próprio local buscado quanto suas cercanias.

A Google afirmou ainda que o Latitude e os check-ins serão removidos das versões anteriores do Maps no dia 9 de agosto, e que não farão mais parte da nova versão para o Android. Por fim, a empresa foi bastante vaga em relação ao lançamento da nova versão para o iOS — limitando-se a um “em breve”.

Cupons de desconto TecMundo: