Vista do centro de Pyongyang. (Fonte da imagem: Reprodução/Google Mapas)

Após anos de desenvolvimento e produção, os usuários do Google Mapas finalmente podem acessar dados referentes à Coreia do Norte. Todo o trabalho foi realizado com a ajuda de usuários, que adicionaram e corrigiram informações manualmente, um processo supervisionado e autorizado pela empresa por meio do software Google Map Marker.

Imagens e diagramas do país sempre estiveram disponíveis no Google Mapas, mas sem detalhes. Agora, é possível conferir rodovias, rios, distritos e diversas informações, um trabalho que, de acordo com o gerente sênior de produtos do Google, Jayanth Mysore, está longe de ser concluído.

Para ele, a novidade carrega forte carga emocional. Além de chamar a atenção do público – pela Coreia do Norte ser um país altamente fechado –, muitos habitantes da Coreia do Sul cresceram por lá e podem reviver memórias ou visitar casas de parentes por meio da internet.

A inclusão, porém, pode acarretar problemas diplomáticos. Entre estradas e cidades, os mapas da Coreia do Norte também exibem campos de prisioneiros políticos e até mesmo centros de pesquisa nuclear.

Cupons de desconto TecMundo: