A realidade virtual também ganhou espaço na conferência principal da Google I/O 2016, realizada pela empresa nesta quarta-feira (18). A principal novidade se chama Daydream, uma plataforma construída de forma integrada com o Android N e que permitirá a fabricantes de hardware exibirem e criarem os próprios conteúdos e serviços de VR.

A Daydream vai trazer ambientes e experiências de realidade virtual com qualidade, sendo acessível para mais usuários e, claro, embutida em um dispositivo móvel. Só que tudo isso não funciona em qualquer aparelho. Para isso, os smartphones precisarão de sensores, telas e chips suficientes para rodar a plataforma serão lançados. Controladores específicos também serão lançados pelas empresas interessadas.

Em vez de apresentar hardwares próprios, portanto, a Google preferiu oferecer a solução de funcionamento deles. Um visual com design referencial tanto para o headset quanto para o controle foram exibidos na I/O 2016 e devem servir como base para as parceiras interessadas.

Vivendo no virtual

O Daydream integra ainda o Android VR Mode, uma versão do sistema operacional móvel otimizado que traz um ecossistema em realidade virtual para serviços básicos do Android. Versões de YouTube, Google Street View e até da Google Play store serão visualizadas por esse módulo. Parceiros como Netflix, HBO, CNN e muito mais estão com apps a caminho e games voltados para a tecnologia também sairão — com a proposta de ótimos gráficos e muita imersão.

A interface baseada no virtual.

Smartphones das mais variadas fabricantes que suportam o Daydream e controladores de movimento que funcionarão com a plataforma devem ser lançados a partir de setembro de 2016. Porém, desenvolvedores já podem começar a criação de conteúdos a partir de hoje. Samsung, HTC, LG, Xiaomi, Huawei, ZTE, ASUS e Alcatel já forma confirmadas.

O que você espera dos jogos para a realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: