Mesmo sem receber o mesmo destaque do passado, o projeto do Google Glass está longe de ter sido descontinuado pela Gigante das Buscas. Prova disso é que, longe dos holofotes, o aparelho está passando por uma série de iterações com a intenção de ressurgir de maneira mais completa para conseguir atrair a atenção do público (e de investidores interessados).

A versão mais recente do acessório é conhecida como “Enterprise Edition” e, segundo informações obtidas pelo site 9 to 5 Google, incorpora um visor prisma ampliado. Além disso, o modelo incorpora um processador Intel Atom a seu hardware, o que garante um desempenho aprimorado e um menor gasto energético.

O uso de um visor aprimorado tem como objetivo evitar que o usuário do aparelho tenha que fazer gestos bruscos para conseguir enxergar todas as informações transmitidas. Embora ainda não seja possível confirmar se houve um aumento na resolução da tela adotada, quem pode testar a versão atual do aparelho afirma que ela sem dúvidas é melhor que a presente na Explorer Edition.

Processador e bateria

O novo processador definitivamente pertence à linha Intel Atom, mas ainda não está claro qual modelo está sendo utilizado pela Google. Fontes afirmam que o clock de operação do dispositivo é ligeiramente maior do que aquele adotado em produtos com o Android Wear disponíveis no mercado.

O aspecto mais interessante é a bateria do dispositivo que, em alguns casos, apresentou uma entrada para acessórios removíveis que prolongam seu tempo de uso. Aparentemente, a fabricante está planejando oferecer um modelo ligeiramente modificado do Glass para quem utiliza o acessório em situações que exigem um tempo de uso prolongado.

Cupons de desconto TecMundo: