Uma nova patente da Gigante das buscas aprovada recentemente pelo governo norte-americano retrata uma revisão de hardware que pode muito bem se tornar parte das futuras edições do Google Glass. Pelo que se pode ver no documento, a empresa de Mountain View vem se esforçando para acabar com o estigma social que surgiu para aqueles que tentaram usar em público os óculos com prisma e projetor externos.

O texto da patente se limita a descrever seu conteúdo simplesmente como um “dispositivo de tela vestível” e exibe uma série de imagens que mostram o que parece uma armação de óculos comuns com um display transparente em seu anterior, mostrado com linhas tracejadas. Basicamente, esse documento tenta resolver os problemas causados pelo protuberante prisma externo do Google Glass, movendo-o mais para perto dos olhos.

Curiosamente, a patente foi conferida ao engenheiro da Google Mitchell Heinrich, que teve um papel essencial no desenvolvimento dos óculos atuais da Gigante das buscas e que possui diversos outros documentos aprovados em seu nome com ideias relacionadas ao Glass. Ainda assim, tudo o que se pode extrair do último texto é o que podemos ver nas imagens – que claramente são fontes bastante limitadas de informações.

Limpando o visual

Mesmo com todos os benefícios e possíveis usos práticos do aparelho, a empresa de Mountain View vem enfrentando dificuldades para manter a reputação do Google Glass limpa, principalmente por conta de preocupações com relação a questões de privacidade. Além disso, a estrutura externa pode ser uma barreira estética que, por mais singela que pareça, os impediria de usar o dispositivo diariamente.

Desde que o projeto seja mantido vivo pela Gigante das buscas, o Google Glass certamente vai passar por muitas revisões no futuro, e parece que a empresa deseja deixar o aparelho ao menos um pouco mais sutil. E aí, o que você acha da ideia? Deixe sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: