Esta é a primeira decisão judicial favorável ao Google Glass nos EUA (Fonte da imagem: Reprodução/IBN Live)

Depois que algumas pessoas conseguiram adquirir o Google Glass, certas situações delicadas têm acontecido com esses usuários “sortudos”. Eles já foram impedidos de entrar em restaurantes e bares com o aparelho e, em um caso específico, uma mulher de 44 anos chamada Cecilia Abadie foi multada por dirigir enquanto utilizava os óculos inteligentes da Google. Além de estar com o aparelho no rosto, ela ainda teria excedido o limite de velocidade da via em que trafegava, mas não o suficiente para uma multa.

O caso de Cecilia, entretanto, não terminou com ela pagando a dita taxa, mas sim em um tribunal norte-americano. A mulher levou o caso à justiça alegando que o policial que a multou não tinha como provar que ela estava de fato interagindo com o disposto, o que seria contra a lei de trânsito dos EUA. Dessa maneira, dizendo que o aparelho estava apenas posicionado em seu rosto, Cecilia conseguiu se livrar da multa e saiu sem nenhum registro no departamento de trânsito da Califórnia, onde o caso aconteceu.

Cupons de desconto TecMundo: