(Fonte da imagem: Reprodução/Independent)

Se você acompanha as notícias sobre o mundo da tecnologia, é fácil imaginar as utilidades que o Google Glass pode ter na vida das pessoas — nem que o aparelho seja utilizado apenas para a conferência de contas em redes sociais. A novidade é que o pessoal de uma empresa chamada Mutualink teve uma ideia bem mais nobre, por assim dizer.

A companhia anunciou na APCO — uma conferência voltada para o desenvolvimento de sistemas para segurança e comunicação pública — um aplicativo exclusivo para o Google Glass. O mais interessante nessa história é o fato de que o software é desenvolvido para policiais, bombeiros e pessoas que chegaram primeiro a locais onde há situação do risco.

Adiantando diversos esforços

O objetivo do aplicativo é facilitar a comunicação entre as pessoas que estão passando por momentos delicados (policiais ou não) com as autoridades. Com isso, é possível melhorar a eficiência do trabalho de atendimentos de primeiro socorros, adiantar o acesso a plantas de edifícios em fogo ou a câmeras de locais perigosos, entre outras inúmeras possibilidades.

Apesar de a finalidade do novo aplicativo ser muito bacana, ela resvala em diversas leis voltadas para a proteção de privacidade em diferentes países — principalmente com a utilização de vídeos. No entanto, a questão é que trabalhos de emergência poderiam deixar alguma dessas normas de lado, principalmente quando é a vida de uma pessoa que está em jogo, não é mesmo?

É lógico que essa discussão, assim como o desenvolvimento e a utilização do aplicativo, está apenas no começo. No entanto, é interessante imaginar como o Google Glass pode mudar (e auxiliar) o trabalho e a vida das pessoas.

Cupons de desconto TecMundo: