(Fonte da imagem: Divulgação/Google)

O Google Glass ainda não está disponível para os consumidores, mas vários desenvolvedores já estão podendo aproveitar alguns dos principais recursos do aparelho — graças a um sistema de cadastro realizado no Google I/O do ano passado. E por mais que os aparelhos já estejam nas mãos deles, ainda não eram sabidos alguns detalhes relacionados ao hardware e ao sistema operacional presentes neles.

Pelo menos até agora, pois um hacker chamado Jay Lee conseguiu chegar às informações, após conectar o gadget ao Android Debug Bridge. E ele descobriu a versão do sistema operacional, o processador e também a quantidade de memória RAM disponível em cada unidade do Google Glass Explorer Edition — essa primeira versão que os desenvolvedores puderam adquirir.

Segundo Lee, o gadget está rodando a versão 4.0.4 Ice Cream Sandwich do Android — em uma versão diferente da presente nos smartphones ou tablets. Quanto à memória RAM, foram identificados apenas 682 MB, mas o hacker acredita que há pelo menos 1 GB (sendo a quantidade faltante destinada a controle de hardware).

(Fonte da imagem: Reprodução/Jay Lee)

Quanto ao processador, há a informação de que o Glass estaria trabalhando com um OMAP 4430, mas sem detalhes sobre o clock de processamento das informações. É bem possível que a versão para consumidores não utilize esse mesmo chip, pois a Texas Instrument já anunciou que estaria reduzindo sua produção de processadores mobile.

Cupons de desconto TecMundo: