Você já deve ter ouvido algo a respeito do Google Glass. Trata-se do pretensioso projeto da empresa de Mountain View, cujo objetivo final é produzir um par de óculos incrivelmente funcional e que não comprometa a sua estética. Bem, mas qual será a sensação de realmente utilizar o Google Glass? O vídeo acima pode dar uma boa ideia.

A sequência demonstra, em primeira pessoa, algumas das principais funções que devem integrar o gadget. Basicamente, trata-se de uma integração de todos os produtos atualmente oferecidos pela Google — incluindo ainda a possibilidade de escolher modelos e cores diferentes, com conceitos customizados.

“Ok, Glass”

Conforme a sequência deixa bem claro, qualquer interação com os óculos deve iniciar com a frase “Ok, Glass” — algo semelhante ao “Xbox, faça tal coisa” do Kinect, para efeitos de comparação. Em seguida, vêm os pedidos específicos — e há muitas possibilidades, realmente.

(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Pode-se gravar vídeos, tirar fotos, compartilhar conteúdos em redes sociais ou com usuários específicos e até pesquisar palavras em outros idiomas — o que ajuda o sujeito da sequência a expressar uma opinião positiva sobre um prato tailandês típico. Também é possível enviar emails ou mensagem de texto via comandos de voz (que certamente devem compor as principais utilizações para muita gente).

Ademais, o Google Glass também deve servir como um belo GPS 2.0, oferecendo nomes de ruas em tempo real e exibindo rotas no visor — tal como mostra o sujeito perambulando pelas ruas de Nova York no vídeo.

Vídeos em primeira pessoa

Embora câmeras atadas a capacetes e outras peças de vestuário não sejam propriamente algo original, não se pode negar que — juntamente com outros pontos genuinamente inovadores — a possibilidade de registrar vídeos do tipo “foi isso o que eu vi quando estava lá!” deve ser um dos atrativos do Google Glass.

(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

O potencial fica claro também no vídeo divulgado por Mountain View. Ginastas, jogadores de tênis de mesa (ping pong), paraquedistas e cinegrafistas honorários em festas infantis — todos aparecem se “beneficiando” das facilidades e da perspectiva da câmera.

Dinheiro e merecimento por um Google Glass

O preço pedido pela impressionante multifuncionalidade do brinquedo, entretanto, não é propriamente convidativo. O aparelho pode ser adquirido via pré-compra pela bagatela de US$ 1.500 (aproximadamente R$ 2.950). Mas apenas isso não basta. De fato, conforme revelou recentemente a Google, você também precisará merecer um Google Glass.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Glass)

A ideia é simples, entretanto. Basta enviar uma mensagem de aplicação para a empresa pelo Google+ ou pelo Twitter, dizendo o que você faria se tivesse um Glass. Mas há regras, é claro. Confira abaixo:

  • Seu texto de aplicação deve ter 50 palavras ou menos;
  • Você deve incluir #ifihadglass em sua aplicação;
  • Você pode incluir até cinco fotos em sua aplicação;
  • É permitido incluir pequenos vídeos (com no máximo 15 segundos);
  • É necessário seguir o +ProjectGlass no Google+ e @projectglass no Twitter, para que eles possam entrar em contato diretamente;
  • Cada pessoa pode enviar um máximo de três aplicações;
  • As aplicações devem ser enviadas até o dia 27 de fevereiro de 2013;
  • Você deve ter pelo menos 18 anos e morar nos Estados Unidos.

Cupons de desconto TecMundo: