Há certo tempo, os principais navegadores — como o Internet Explorer, o Firefox, o Opera e o Chrome — ganharam o recurso de “Navegação Privada”, também conhecida como “Navegação InPrivate” ou "Navegação Anônima". O Safari também aderiu à nova funcionalidade, todavia, como muitos já sabem, ela não funciona exatamente como deveria.

Navegação Anônima no Google Chrome

Agora, o navegador mais utilizado do mundo, o Internet Explorer, traz um recurso curioso, o qual foi apelidado como “Proteção contra Rastreamento”. Esta nova função está presente apenas na nona versão do aplicativo, portanto não espere encontrar algo do tipo no seu IE 8.

Ao que tudo indica, a nova ferramenta do Internet Explorer 9 parece diferente do recurso de “Navegação Privada”. Agora, muitos adeptos do Internet Explorer vêm se perguntando se a novidade substitui a ferramenta que fornecia navegação privada. Para sanar suas dúvidas, o Baixaki entra em ação novamente.

Afinal, o que é a “Proteção contra Rastreamento”?

Esta função fornece aos usuários a possibilidade de controlar quais sites podem obter dados e rastrear o usuário. Este “rastreamento” serve para que as páginas possam saber quem está online, de onde o usuário está acessando e outros detalhes.

Opção para acessar a Proteção contra Rastreamento

Com a “Proteção contra Rastreamento” o usuário pode gerenciar uma “Lista de Proteção contra Rastreamento“, a qual contém endereços de sites adicionados pelo usuário. Através desta lista, o Internet Explorer interpreta que as páginas especificadas só devem ser abertas caso alguém digite o endereço ou quando o próprio usuário clicar em um link apontando para a página.

Lista de sites que não podem rastrear sua máquina

Deste modo, o Internet Explorer consegue impedir que estes sites obtenham dados do usuário sem permissão prévia, visto que o aplicativo está configurado para restringir rastreamentos solicitados pelos sites listados.

Nota: o Internet Explorer gerencia automaticamente a lista, mas você pode adicionar páginas manualmente.

E a “Navegação Privada”?

Enquanto a “Proteção contra Rastreamento” evita a coleta de dados de sites da web, a “Navegação Privada” impede que cookies e histórico sejam armazenados na máquina local. Isto quer dizer que as páginas que você acessar coletam seus dados e, inclusive, podem até ser abertas sem que você solicite.

Detalhe: fique tranquilo, nenhuma página coleta informações além da versão do navegador, do sistema operacional, do IP e de alguns outros detalhes básicos. Seus dados pessoais e documentos estão seguros com qualquer um dos navegadores supracitados.

Navegação Privada no Opera

Explicando de outra forma: cada site que você acessa na internet fica armazenado no histórico do navegador — uma facilidade para quem deseja acessar as páginas posteriormente. Ao ativar a função “Navegação Privada”, as informações não são mais gravadas no computador, impedindo que você e outros usuários que utilizem o mesmo PC tenham acesso aos sites visitados.

A “Proteção contra Rastreamento” substitui a “Navegação Privada”?

Não substitui. Apesar de elas possuírem certa semelhança, as reais funcionalidades são bem diferentes. A “Proteção contra Rastreamento” é uma função que, depois de ser ativada, continua funcionando sempre e protege o usuário contra a obtenção indevida de dados.

A “Navegação Privada” é uma maneira segura de navegar que só funciona quando o utilizador a ativa (e que é encerrada quando o navegador é fechado) e que protege o usuário para que bisbilhoteiros verifiquem o histórico no computador.

Navegação Privativa no Firefox

Vale frisar que nenhum dos recursos impede que os dados (sites que foram acessados) sejam gravados em um servidor local, no roteador ou na operadora de telefonia. Isto quer dizer que mesmo ativando as duas funcionalidades, seu patrão, seu pai e a operadora ainda poderão saber quais sites você está acessando.

Qual devo usar?

Caso você utilize o Internet Explorer, pode aproveitar as duas, mas não precisa ativar a “Navegação InPrivate” toda vez que for acessar qualquer site. No entanto, se você prefere outro navegador, não precisa mudar para o IE só por causa desta novidade. E claro, a “Navegação Privada” em outros aplicativos também é recomendada somente para casos especiais — a menos que você goste de manter seu histórico sempre zerado.

Evidentemente, a nova ferramenta da Microsoft é útil, mas não é imprescindível. Afinal, você nem pensava em tal recurso antes de sair o Internet Explorer 9, portanto, não vai ser agora que isso vai ser essencial para o seu cotidiano. Agora é sua vez de falar. Qual navegador você usa? Já conhecia a nova função do IE9? Deixe seu comentário!

Cupons de desconto TecMundo: