Nesta terça-feira (20), a Google começou a apresentar para o mundo uma nova funcionalidade da sua rede social, o Google+. Nós estamos falando das Histórias Google+, um recurso que tem a função de organizar álbuns com as suas fotografias de maneira simples, rápida e prática — o que deve proporcionar uma experiência diferente aos usuários.

De acordo com o que está sendo divulgado pela própria empresa, o funcionamento da novidade não tem segredos. Tudo o que você precisa fazer é chegar de uma viagem (ou de qualquer outro passeio ou compromisso) e realizar o upload das suas fotografias no Google+. Você pode fazer isso utilizando a sua câmera, smartphone ou HD externo, já que o recurso espera um tempo para começar a trabalhar.

Atualização que vai chegando os poucos

Quando todas as imagens forem salvas na rede social, as Histórias vão começar a analisar cada arquivo, utilizando reconhecimentos dos locais mostrados e levando em consideração a data de upload. Você também vai poder adicionar informações, como localidade, data, entre outros dados destes gêneros — mas isso não é necessário, é uma escolha sua.

Com isso, a ferramenta vai preparar uma pequena linha do tempo, que é rolada da esquerda para a direita, mostrando toda a história que as suas fotografias contam. Elas vão ser organizadas em diferentes álbuns, como a “Apresentação do Júnior” ou “Fim de semana na praia”. Além disso, fotografias antigas e postadas no Google+ vão ser organizadas automaticamente dessa maneira.

A Google afirmou que as Histórias Google+ vão começar a ser disponibilizadas para o aplicativo Android da rede social e também para a versão desktop ainda esta semana — confira as histórias do DJ Steve Aoki e do piloto Tom de Dorlot clicando aqui e aqui, respectivamente. Já os software do sistema iOS ainda vão demorar um pouco para receber a atualização em questão.

Concorrência de peso...

A Gigante das Buscas também informou que há outra novidade integrada às Histórias: o Google+ Filmes. Assim como o nome já pode deixar indicado, esse recurso em questão vai utilizar uma grande quantidade de imagens para montar vídeos de determinadas situações (o exemplo usado pela Google foram os primeiros passos de um bebê).

Levando em consideração tudo isso, a companhia espera que a montagem de álbuns e o compartilhamento de imagens fiquem cada vez mais simples, fácil e rico em detalhes. No entanto, essas novidades vão precisar concorrer com o Facebook, Instagram e até mesmo com o Twitter. Será que essa empreitada vai dar certo? Deixe a sua opinião na forma de um comentário.

Cupons de desconto TecMundo: