A G1.Sniper M5 da Gigabyte é uma placa-mãe de alto desempenho. O modelo reúne praticamente todas as qualidades esperadas de um equipamento de alto desempenho e garante ótimos recursos para gamers e entusiastas.

A placa possui alguns diferenciais importantes, como o chip de som Creative Sound Core3D, conectores de áudio banhados a ouro e até mesmo um chip de som atualizável OP-AMP. Além disso, ela oferece componentes de qualidade e recursos já renomados da Gigabyte.

Embalagem

Por se tratar de um modelo top de linha, a caixa da Sniper é relativamente pesada. Isso se deve ao grande número de componentes extras que acompanham o modelo. Além do peso, podemos perceber a qualidade do equipamento ao abrir a embalagem. Se a parte externa é relativamente simples, a caixa interna é reforçada, com uma estampa no estilo camuflagem. Dentro da caixa, podemos encontrar os seguintes itens:

  • Dois pares de cabos SATA;
  • Espelho para gabinete;
  • Cabo SLI (2-way);
  • Conjunto com pinça e chip OP-AMP;
  • Guia de instalação;
  • Manual de instruções;
  • CD com drivers e aplicativos;
  • Adesivo;

Visual da placa

A Gigabyte G1.Sniper M5 é uma placa muito bem construída, com um design que mescla muito bem cores escuras e verdes, incluindo todos os componentes que compõem o conjunto. Os dois dissipadores que controlam a temperatura das fases da CPU são grandes e também possuem uma decoração individual. Apesar de serem duas peças separadas, elas são conectadas por um heatpipe, o que ajuda na transferência de calor entre as partes.

Por se tratar de uma placa-mãe de luxo, o modelo oferece uma infinidade de controles e jumpers independentes, permitindo que você altere muitos parâmetros do hardware, como a seleção da BIOS, por exemplo. Quem quiser realizar um overclock e precisar de mais controle no sistema pode soldar diretamente na placa alguns conectores a mais, já que ela oferece essa opção.

Os quatro slots de memória possuem trava em apenas um dos lados. Isso geralmente é utilizado em placas onde os conectores podem atrapalhar o posicionamento de uma placa de vídeo.

Assim como outras placas-mãe de alto desempenho, a Sniper trabalha com um display que serve para mostrar os códigos do POST da máquina. Caso o equipamento venha travar em algum momento, é ali que é possível identificar o problema.

O painel traseiro é um destaque bem legal para o equipamento, principalmente os conectores multimídia, que são todos banhados a ouro. Esse trabalho não serve apenas para estética, pois o objetivo é eliminar possíveis interferências.

Especificações da placa

A Sniper possui um grande número de conexões, incluindo diversas portas USB 3.0 e SATA III. O modelo também oferece três slots PCI Express no formato grande (x16), entretanto apenas a primeira delas opera com as 16 lanes ativas. Caso você opte por instalar duas placas de vídeo para trabalhar em modo SLI ou Crossfire, deverá instalar a primeira no slot x16 e a segundo no slot x8 (o último da fila). Como ambos compartilham as mesmas trilhas, ambos os slots passarão a operar em modo x8/x8.

Chipset Intel Z87

O Chipset Intel Z87 foi lançado em conjunto com a quarta geração de processadores Core da Intel. O modelo oferece uma série de vantagens em relação às versões anteriores de chipsets da Intel.

Uma das principais novidades presentes nessa versão é o Flex IO, uma característica que dá mais flexibilidade aos fabricantes de placas-mãe. Isso porque, até a geração anterior, o chipset trazia um número fixo de portas USB e SATA. Agora, os fabricantes podem programar o funcionamento de algumas dessas conexões independentemente.

Um exemplo prático disso é que pode-se adicionar mais portas de conexão USB 3.0, por exemplo, sem precisar depender da instalação de um controlador externo na placa.

BIOS

A BIOS da Sniper.G1 é baseada no sistema UEFI, assim como a maioria dos equipamentos modernos. A tela é bastante caprichada, com ilustrações, papel de parede e muitos efeitos gráficos rodando simultaneamente. Nada disso é necessário, mas é ótimo para quebrar aquele clima “pesado” de uma tela de configurações do sistema.

A impressão é estar dentro do Windows, principalmente para quem está acostumado com aquelas telas de configuração tradicionais, “pesadas” e cheias de parâmetros confusos. A única parte chata é que a resolução de tela fica limitada a 30 Hz, possivelmente para garantir a compatibilidade com diversos monitores diferentes.

A tela inicial mostra informações de forma bem organizada, com o menu de configurações na parte central e informações relevantes ao sistema nas bordas — status da CPU e memória, como temperatura, voltagens, clock, entre outras.

Clicando com o botão direito do mouse na parte superior da tela, você tem acesso a outras configurações: mudança de resolução e modo “clássico” da BIOS. Nesse modo de trabalho, o visual da BIOS volta a ser o tradicional, com categorias separadas por abas e menus verticais com todas as configurações.

A BIOS da Sniper.G1 M5 é bastante completa e oferece basicamente todas as configurações necessárias para qualquer perfil de usuário, inclusive aqueles que desejam realizar overclocks. Para esses, inclusive, a empresa teve uma ajuda. Foram chamados alguns profissionais da área para palpitar na configuração do sistema.

Software de gerenciamento

Para essa geração de placas-mãe, a Gigabyte deu uma repaginada nos seus aplicativos de sistema. Uma das novidades é o App Center, que é uma espécie de hub de controle que concentra todos os aplicativos de gerenciamento e configuração.

Um dos softwares que acompanha a suíte de gerenciamento é o Live Update: o nome já diz tudo. O que ele faz é buscar por atualizações para os drivers da placa. Tudo é bastante simples e funcional. O programa analisa o hardware, faz consultas à internet e decide o que pode ser atualizado. Tudo o que você precisa fazer é confirmar.

O EasyTune é o software de gerenciamento completo da Sniper.G5. Ele possibilita o controle total de todas as funções da placa, inclusive overclocks. Nesse ponto, a Gigabyte incluiu diversas opções interessantes que visam descomplicar a vida de quem quer ganhar um pouco mais de desempenho mas não tem conhecimento suficiente para realizar modificações mais ousadas.

O Smart QuickBoost oferece diversas opções de overclock, cada uma direcionada a um perfil específico. Ao todo são quatro opções principais: light, médio, extremo e de baixo consumo energético. As opções podem ser configuradas de modo automático ou manual, através do botão “advanced”.

Já o modo Auto Tunning é um modo automático que faz uma análise de todo o hardware da máquina antes de realizar uma série de ajustes também automáticos para encontrar o melhor desempenho possível para o seu PC.

Voltando ao Easy Tune, chegamos à opção Smart Fan (ou simplesmente ventilador inteligente em tradução livre). O nome da configuração é autoexplicativo: aqui você pode definir o estilo de funcionamento dos coolers.

As opções não são muito diferentes do tradicional: modo silencioso, padrão e extremo. O diferencial fica por conta da possibilidade de calibragem automática que regula o giro de acordo com a necessidade do sistema. Para completar, temos o modo avançado que permite um ajuste totalmente personalizado do cooler.

O Easy Tune também traz o System Alert, que não é nada além de um sistema de monitoramento do sistema. O aplicativo monitora os coolers, as temperaturas e outros parâmetros. Caso alguma temperatura passe do limite estipulado, o aplicativo vai disparar um alerta.

O último item do Easy Tune é o 3D Power. O que ele faz é trazer informações sobre voltagem e outros parâmetros do sistema, como o controle de fase do processador.

Voltando ao App Center temos o @BIOS, um aplicativo que tem por objetivo principal atualizar a BIOS da placa-mãe. As opções são bastante completas, permitindo que você faça o download a partir de algum servidor da Gigabyte ou atualize a partir de um arquivo previamente baixado.

Também é possível salvar a BIOS antiga para um arquivo ou até mesmo trocar a imagem que é exibida durante a tela de POST (que aparece logo que você liga a máquina). Vale lembrar que esse tipo de modificação é rara em outros sistemas, portanto, muito bem-vinda no sistema da Gigabyte.

O Gigabyte On/Off Charge 2 foi desenvolvido para que seja possível carregar celulares e outros gadgets com mais rapidez através das portas USB tradicionais. Esses conectores possuem uma corrente de energia muito pequena, o que faz com que smartphones modernos demorem muito para serem carregados via USB.

O que a Gigabyte fez foi desenvolver um hardware que, em conjunto com o software, pode aumentar a corrente nas portas USB e garantir que o dispositivo possa ser carregado mais rapidamente. Nós testamos essa função e ela realmente faz diferença na hora de carregar a bateria dos dispositivos pela porta.

O App Center também oferece o Smart TimeLock, um software de gerenciamento para pais que não querem que seus filhos acessem o computador fora de hora. Através dele é possível ajustar períodos de funcionamento da máquina.

O último item da central de aplicativos é o Smart Recovery 2, um software destinado à realização de backups e restaurações do sistema, incluindo arquivos e partições.

Killer Network

A Gigabyte tratou que incluir nessa placa-mãe o controlador de rede Atheros Killer E2201. Esse hardware foi criado para garantir mais desempenho durante partidas online e streaming de vídeo.

Para conseguir isso, o chip possui um sistema de gerenciamento de tráfego que prioriza os pacotes transmitidos pela rede, garantindo que aplicações que precisam de conexões mais rápidas sejam tratadas de forma diferenciada.

Para configurar tudo isso, é possível utilizar o Killer Network Manager, que é um software de gerenciamento desenvolvido pela Atheros (incluído no CD que acompanha a placa-mãe). As opções são bem explicadas e não é difícil entender como tudo funciona.

Sistema de som Creative

O sistema de som da Sniper é um conjunto de tecnologias que reúne diversos componentes de qualidade para garantir a qualidade do som, incluindo um processador de áudio Creative dedicado (Sound Core 3D), um excelente software de áudio, protetor de ruídos, amplificador de fone de ouvido para o painel frontal e hardware banhado a ouro para matar interferências.

Outro diferencial do sistema de som da placa é o OP-Amp atualizável. Isso significa que você pode literalmente substituir o chip amplificador de som da placa-mãe conforme a sua vontade. Basta remover o chip instalado na placa e encaixar outro. Para isso, a Gigabyte envia junto com a placa um chip e uma pinça especial para sua troca. Entretanto, é possível encontrar outros amplificadores à venda no mercado.

O sistema de som da placa também trabalha com capacitores Nichicon bipolarizados: os mesmos encontrados em equipamentos de áudio profissional. Esses componentes são desenvolvidos especialmente para equipamentos de som, o que garante a sua qualidade.

O Crative Sound Core3D oferece o processamento de áudio de alto desempenho já tradicional da série SounBlaster e ainda inclui um conjunto de softwares completo, trazendo o EAX Advanced HD 5.0 e o Creative ALchemy, entre outros.

O software da Creative permite um controle avançado das funções da placa, dando liberdade para que você altere praticamente todos os parâmetros do hardware.

Para completar, a Gigabyte também oferece conectores de áudio, HDMI e DisplayPort banhados a ouro, o que melhora a condutividade, elimina interferências eletrostáticas e garante uma experiência sonora completa.

Ultra Durable 5 Plus

Essa placa-mãe oferece o Ultra Durable 5 Plus, que é nada menos que uma gama de recursos e funcionalidades desenvolvidos para garantir o desempenho e estender a vida útil da placa-mãe.

Entre os principais recursos do Ultra Durable 5 está o Ultra Cool, que consiste em uma nova solução de dissipadores de calor que oferecem uma refrigeração mais eficiente aos componentes.

O Ultra Performance oferece controladores PWM e PowIRstage 100% digitais que garantem uma excelente precisão no fornecimento de energia ao processador e demais componentes da placa-mãe, otimizando o desempenho e aumentando a vida útil das peças.

O Ultra USB 3.0 é um recurso inovador que, além de garantir a velocidade na transferência dos dados, aumenta a estabilidade do sistema. Cada uma das portas USB 3.0 carrega um fusível dedicado. Dessa maneira, uma falha de algum dispositivo conectado à porta fica isolada, evitando danos aos demais componentes conectados às outras portas USB.

Vale a pena?

Construir um computador poderoso exige trabalho e muita pesquisa. Não é só ter o dinheiro necessário para comprar as peças: quem quer o melhor precisa pesquisar muito.

A Gigabyte fez um trabalho excepcional na G1.Sniper M5. A placa-mãe é absolutamente completa e oferece recursos para que gamers e entusiastas aproveitem tudo sem problemas. Os componentes são de primeira qualidade, o que garante não só desempenho, mas confiabilidade e qualidade.

O sistema de som é um show à parte. Os chips da Creative Labs sempre foram sinônimos de produtos de qualidade, e essa não é uma exceção. O som cristalino e poderoso que a placa processa será um grande aliado na hora dos jogos, filmes ou música. É difícil não se empolgar e não ficar impressionado com o trabalho de qualidade realizado pela Gigabyte.

A G1.Sniper M5 é, sem sombra de dúvida, uma das melhores placas Intel 1150 com chipset Z87 que você poderá encontrar e é praticamente impossível se arrepender da compra.

O modelo pode ser encontrado no mercado brasileiro na casa dos R$ 800, um preço que não é exatamente baixo mas que está na média de outros equipamentos do mesmo nível. Isso certamente é um ótimo investimento para quem pretende criar uma máquina poderosa.

Cupons de desconto TecMundo: