A Gigabyte é muito famosa no segmento de placas-mãe, algo que se deve, principalmente à qualidade de seus produtos, mas, em parte, à variedade que ela apresenta ao público.

Para o fim deste ano, a marca traz mais uma placa para os processadores Skylake: a B150M Gaming 3 DDR4. Como o próprio nome sugere, essa placa traz o chipset B150 e se diferencia pela compatibilidade com memórias de novo padrão.

Focada no consumidor que busca um produto de tamanho menor, mas ainda munido das melhores tecnologias, essa placa deve dar todo o suporte necessário para tarefas do cotidiano, aplicativos de trabalho e também jogos. Vamos conferir os detalhes dessa novidade!

Especificações

Design modesto, mas inteligente

Quando o assunto é placa-mãe, a Gigabyte tem muita experiência para levar inovação até o consumidor. Essa expertise da companhia é que garante aqui um projeto bem resolvido e de excelente acabamento. Apesar de a B150M Gaming 3 DDR4 ser focada no mercado de entrada, a fabricante não poupou esforços na hora de planejar os detalhes.

Como você pode ver nas imagens, a placa-mãe em questão apresenta uma mescla de componentes em preto com outros em vermelho. Os dissipadores de tamanho avantajado chamam ainda mais a atenção com o selo G1 Gaming e o logotipo da marca. Vale notar que a placa aqui é da série Gaming 3, mas a nomenclatura G1 era usada até pouco tempo pela empresa.

A disposição dos elementos segue o padrão já visto em outros produtos da GIGABYTE, porém, devido às limitações de espaço, alguns slots ficam bem próximos uns dos outros. Essa decisão pode não ser pertinente se pensarmos na instalação quatro placas PCI (sendo duas x16), mas é inteligente considerando que a redução no número de slots limitaria as opções de expansão.

O sistema de áudio da Realtek é bem comum, por isso não traz nenhuma identificação gritante ou dissipador com qualquer indicação. Os capacitores ficam posicionados de forma discreta, porém isso não indica que a capacidade sonora seja limitada ou precária. Trata-se de um componente que é capaz de prover 7.1 canais de áudio com alta definição.

Outras características notáveis, que valem menção frente a outras placas mais básicas, é a presença dos slots DDR4 (que é o grande diferencial da peça, se comparado à sua antecessora) e a compatibilidade com o padrão de armazenamento M.2 (conexão que fica logo abaixo do soquete para o processador).

Em termos de design, a GIGABYTE B150M Gaming 3 DDR4 é uma placa bonita, que combina perfeitamente com os principais componentes do mercado. Apesar do tamanho reduzido, essa plaquinha fica bem em evidência em gabinetes com janela de acrílico, já que conta com uma boa composição de cores e layout bem organizado.

Chipset Intel B150

Lançado na mesma época em que o chipset Z170, o modelo B150 compartilha de arquitetura similar e traz o melhor da tecnologia para o consumidor. Esse componente fabricado com litografia de 22 nanômetros dá todo o suporte necessário para a plataforma Skylake.

Esse modelo é capaz de gerenciar até 6 portas USB 3.0 (e até 12 portas USB 2.0), 6 dispositivos SATA 3.0 (não há compatibilidade com RAID), componentes PCI Express do padrão 3.0 (com o máximo de 8 pistas), 2 memórias DIMMs por canal e tem placa de rede integrada.

Ele vem com tecnologias como Intel Rapid Storage, Intel Small Business Advantage e Intel Virtualization, o que garante algumas das melhores novidades para quem busca alto desempenho em armazenamento, tecnologias para segurança e performance em ambientes virtuais.

É importante ressaltar que o chipset Intel B150 também difere do Z170 ao não dar suporte para overclocking, mas isso não é um problema, dado que essa placa é voltada para consumidores que buscam apenas um produto que dê suporte básico para o dia a dia.

Armazenamento de alto desempenho

Apesar de a B150M Gaming 3 DDR4 não ser uma placa para entusiastas, a GIGABYTE caprichou ao incluir um slot para componentes do tipo M.2. Essa conexão nada mais é do que uma extensão de armazenamento SATA que trabalha diretamente com o PCI-Express.

Por padrão, o M.2 opera com velocidade de até 10 GB/s, porém essa placa da GIGABYTE usa o canal PCI-Express Gen 3x4, que amplia a capacidade para até 32 GB/s (o que é mais de cinco vezes mais rápido do que um SSD tradicional).

Isso não quer dizer que seu computador vai ficar 500% mais rápido, mas as transferências de arquivos do dispositivo de armazenamento para outros componentes tendem a ser muito mais velozes, o que deve causar um impacto significativo na performance geral.

Agora compatível com memórias DDR4

Todo mundo sabe que memória RAM é um componente importante em uma máquina para jogos, mas a verdade é que as primeiras placas com o chipset B150 ainda vinham equipadas com slots DDR3. Isso era vantajoso para quem já usava módulos DDR3 e queria apenas trocar placa-mãe e processador, mas uma limitação para quem queria fazer a transição para o DDR4.

Como o próprio nome sugere, a B150M Gaming 3 DDR4 é uma placa que traz como diferencial esse novo padrão. Ela vem com quatro slots para memórias, sendo capaz de trabalhar com até 64 GB, ou seja, são quatro módulos de 16 GB cada. Graças ao chipset Intel B150, os componentes são programados para operar em modo dual-channel.

A recomendação inclusive é instalar as memórias em pares para obter ainda mais performance. Aliás, falando nisso, um dos grandes diferenciais do produto está no fato de ser possível utilizar componentes que já trabalham com overclock de fábrica.

Testes de desempenho

Nós já testamos algumas placas com o chipset Z170, mas ainda não havíamos colocado nossas mãos em uma unidade com o chipset B150.

Como de costume, usamos nossa metodologia padrão com vários benchmarks para conferir o desempenho da GIGABYTE B150M Gaming 3 DDR4. Abaixo, falamos sobre cada teste e mostramos gráficos comparativos.

Máquina utilizada nos testes

  • Sistema: Windows 10
  • CPU: Intel Core i7-6700K @ 4,00 GHz
  • Memória: 16 GB RAM Corsair DDR4 2.133 MHz
  • Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 980
  • SSD: Intel 540 Series 480 GB
  • Fonte: Corsair AX1500i

PassMark

O PassMark Performance Test executa testes em todos os componentes do computador, medindo as capacidades da memória, do disco rígido, do processador, da placa de vídeo e, claro, da comunicação entre todos esses componentes com a placa-mãe. O resultado geral é uma média da pontuação de todos os itens do computador.

PCMark

O PCMark é focado em testes mistos, que simulam desde o uso mais tradicional de um computador, como navegação na internet, até a reprodução de filmes e outras tarefas. Nós utilizamos a verificação Creative Conventional para averiguar a performance da máquina.

MaxxMEM

O MaxxMEM é um aplicativo de testes que mede a velocidade da memória em situações diferentes: cópia, leitura e escrita. Esse benchmark é importante para medir a taxa de transferência da RAM e conferir como o controlador de memória se sai no dia a dia.

Cinebench

O Cinebench é um teste de benchmark que verifica as capacidades do computador na renderização de gráficos tridimensionais (usando a tecnologia OpenGL), bem como o poder de processamento do chip principal da máquina.

RealBench

Este benchmark da ASUS efetua uma série de testes práticos, simulando como a máquina se comporta no dia a dia. O RealBench analisa o poder do computador na hora da edição de imagens, codificação de vídeos, trabalho com OpenCL e execução de múltiplas tarefas. O resultado geral indica a capacidade da máquina em pontos.

Vale a pena?

A GIGABYTE B150M Gaming 3 DDR4 é uma excelente placa-mãe. Desenvolvida para entregar alta qualidade e confiabilidade, ela se destaca ao trazer componentes sólidos e preparados para todos os tipos de uso. Ela integra as mais recentes tecnologias para processador, memória RAM e armazenamento.

É claro que, por se tratar de uma peça para o mercado de entrada, não podemos esperar acabamento premium ou componentes da mais alta qualidade, uma vez que isso encareceria o produto. De qualquer forma, ainda é notável o capricho da fabricante na escolha dos materiais, que garantem design chamativo, e no projeto, que atende bem às necessidades.

Ficamos satisfeitos com a performance da placa nos testes realizados, sendo que ela se mostra muito competitiva com outras versões similares. Curiosamente, mesmo em avaliações mais robustas, o produto demonstrou poder suficiente para quase empatar com peças voltadas para entusiastas. É claro que ela tem algumas limitações e não vai atender a esse público, mas ainda é um ótimo gadget.

De acordo com a informação que obtivemos da GIGABYTE, a B150M-Gaming 3 DDR4 deve aparecer no Brasil com valores próximos a R$ 500. A placa tem previsão de chegada para janeiro, mas ainda não há data específica para lançamento.

O valor é bem adequado considerando que ela custa quase o mesmo que placas concorrentes. A vantagem da compatibilidade com módulos DDR4 é um diferencial importante, ainda mais por esse preço, que se aproxima bastante das placas antigas para DDR3. No geral, uma peça que entrega muito desempenho e não deixa a desejar em nada. Recomendada!

Cupons de desconto TecMundo: