Com uma posição consolidada no mercado de placas-mãe, a Gigabyte se destaca frequentemente ao abraçar novidades e entregar inovação aos consumidores. É claro que a fabricante não deixaria o lançamento dos novos produtos da AMD passar em branco, por isso ela apresenta várias peças para os gamers e entusiastas que vão apostar nos chips Ryzen.

A marca teve seus produtos destacados no anúncio dos novos processadores e foi uma das primeiras a trazer placas de alto desempenho para os consumidores brasileiros que ficaram interessados nos novos dispositivos com arquitetura Zen. As novidades mais notáveis são da linha AORUS, que chega com os chipsets mais robustos, prontos para atividades pesadas.

Assim como na série de produtos para chips Intel, as placas AORUS dedicadas para processadores Ryzen também trazem as tecnologias mais recentes do mercado, incluindo o padrão de memória DDR4, que até então não era compatível com CPUs da AMD deste nível, bem como novidades para armazenamento e outros componentes de hardware do computador.

Para demonstrar suas qualidades neste concorrido segmento, a marca nos enviou a placa AORUS AX370-Gaming 5, que, como o próprio nome sugere, traz o chipset AMD X370. Isso significa que ela dá o suporte necessário para processadores da linha Ryzen 7 e conta com funções para overclocking, bem como espaço para múltiplas placas de vídeo. Acompanhe todas as novidades logo abaixo.

Especificações

Visual apaixonante

Como de costume, as primeiras impressões que temos quanto a uma placa-mãe são referentes ao design, uma vez que o primeiro contato é o que mais chama atenção. Em uma combinação coerente entre as cores preta e branca, a fabricante fez um bom trabalho aqui na disposição das peças, de modo que cada uma rouba a atenção em determinada região.

Os dissipadores robustos ficam bem evidentes, ainda mais o que é posicionado sobre o chipset e deixa o ícone gráfico da marca AORUS em destaque. As proteções na parte esquerda da placa, que dão para os fundos do gabinete, seguem o estilo que já vimos na placa Z270X. Apesar de agregar na parte visual, esses elementos atrapalham um pouco a instalação de coolers maiores.

Bom, o tamanho dela é o padrão do ATX, com medidas que cabem perfeitamente em gabinetes comuns. No entanto, em vez de seguir um layout comum em placas similares, a Gigabyte priorizou alguns conceitos que entregam mais funcionalidade ao consumidor. É o caso dos slots PCI-Express que são bem espaçados e permitem apenas a utilização de duas placas de vídeo.

Pensando no consumidor que busca personalização, a Gigabyte optou por um sistema de iluminação diferenciado nesta AORUS. Em vez de manter o padrão de algumas fabricantes de apenas iluminar dissipadores, a marca fez um ótimo trabalho ao incluir LEDs nos slots das placas de vídeo e de memórias. Com sistema RGB, é possível configurar as cores e criar visuais fantásticos.

No quesito design, a Gigabyte AORUS AX370-Gamin 5 chama muita atenção, pois foi planejada nos mínimos detalhes para incrementar o interior de PCs entusiastas. O sistema de luzes RGB é um diferencial importante, mas ele só brilha graças ao design geral, que é bastante chamativo.

Chipset AMD X370

Com o lançamento dos processadores Ryzen, a AMD desenvolveu novos chipsets para dar o suporte necessário aos seus dispostivos mais recentes. Entre os cinco componentes apresentados, o modelo X370 é o que mais se destaca, por suas qualidades avançadas para computadores entusiastas.

O AMD X370 é o único chipset da nova geração a trazer suporte para as tecnologias CrossFire e SLI, o que é bastante interessante para jogadores e profissionais que precisam de soluções gráficas avançadas. Com uma placa-mãe como a AORUS AX370-Gaming 5, o consumidor pode aproveitar essa funcionalidade, já que há espaço para instalar duas placas de vídeo.

Além dessas capacidades, o AMD X370 se diferencia pela capacidade excepcional em gerenciar mais portas USB, componentes do tipo SATA e pelas soluções mais robustas no PCI-Express. Este dispositivo ainda garante suporte para overclocking e deve ser adequado para tarefas pesadas.

Compatível com novos processadores AMD

Projetada para a mais recente linha de processadores AMD, esta Gigabyte opera com os seguintes chips: AMD Ryzen 7 1800X, AMD Ryzen 7 1700X e AMD Ryzen 7 1700. Esses são os modelos mais poderosos que a fabricante disponibiliza para o segmento de desktop, sendo adequados para jogos e atividades pesadas como renderização tridimensional.

A mais nova série de produtos AMD é fabricada com processo de litografia de 14 nm, tem TDP máximo de 95 watts (para os modelos com o sufixo X), trazem até 16 MB de memória cache L3 e podem rodar com frequências de até 4,0 GHz.

É importante salientar que os novos processadores vêm desbloqueados para overclocking, o que é facilitado pelas tecnologias da GIGABYTE. Todo o processo pode ser realizado via software no próprio Windows, de modo que é possível aumentar o desempenho em poucos passos.

Armazenamento de alto desempenho

Considerando o foco do produto, não é de se surpreender que a GIGABYTE tenha caprichado no número de portas SATA a fim de que o consumidor tenha alta capacidade de armazenamento e a melhor performance possível em combinações RAID.

No total, a Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 conta com oito conectores do tipo SATA e mais dois conectores SATA Express, o que garante a possibilidade de combinar vários componentes de armazenamento.

Além disso, é importante citar que a fabricante investiu nas tecnologias M.2 e U.2, especialmente projetadas para máquinas que necessitam do máximo desempenho, uma vez que é possível alcançar taxas de transferência de até 32 Gb/s.

Plataforma AMD com memórias DDR4

A memória RAM é um componente importante em um PC para jogos ou fins profissionais, uma vez que é responsável por armazenar grande parte dos dados temporariamente até que o processador e o chip gráfico realizem suas respectivas tarefas.

A AMD estava um passo atrás nessa tecnologia, pois os processadores FX e seus respectivos chipsets não davam suporte para o mais recente padrão da memória. Com a chegada dos processadores Ryzen, a fabricante de chips atualizou também suas características de comunicação, incluindo a capacidade de trabalhar com dispositivos do tipo DDR4.

A Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 tem quatro slots para memórias do tipo DDR4, sendo capaz de trabalhar com até 64 GB, ou seja, são quatro módulos de 16 GB cada. Graças ao chipset AMD X370, os componentes são programados para operar em modo dual-channel.

A recomendação, inclusive, é instalar as memórias em pares para obter ainda mais performance. Aliás, falando nisso, um dos grandes diferenciais do produto está no fato de ser possível utilizar componentes que já trabalham com overclock de fábrica.

Para o consumidor que pretende extrair o máximo de seu PC, a Gigabyte incluiu o suporte para componentes de altíssimo desempenho. Esta placa aceita memórias DDR4 com clock de até 3.200 MHz, mas é possível usar os de frequências menores, a partir dos 2.133 MHz.

SLI e CrossFire adequado para gamers exigentes

As fabricantes de placas de vídeo parecem estar fazendo um movimento de distanciamento das configurações de múltiplos chips gráficos, algo que se reflete claramente em mudanças nas placas-mãe, que já não precisam oferecer tantos slots e os mesmos recursos.

Dessa forma, a Gigabyte preparou a AORUS AX370-Gaming 5 para aceitar apenas combinações de duas placas. Esta placa-mãe traz três slots PCI-Express x16 para instalar modelos da NVIDIA em SLI ou AMD em modo CrossFire, mas as limitações de espaço e de hardware só permitem dois chips gráficos.

Vale notar, ainda, que a marca continua bastante caprichosa no acabamento. Assim como já vimos em outras peças da linha AORUS, esta peça para produtos AMD também traz revestimento metálico nos conectores PCIe. Tais mudanças garantem melhorias para placas mais pesadas e evitam interferências.

Áudio e rede da mais alta qualidade

Assim como as placas mais robustas da atualidade, a Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 vem com um sistema de áudio atualizado. Os codecs de áudio são Realtek ALC1220, que se mostram bastante competentes para quem é exigente.

Obviamente, é impossível atingir a mesma qualidade dos componentes da Creative, mas, ao menos, a Gigabyte introduz a posssibilidade de usar o software Sound Blaster X-Fi MB5, que dá bons ganhos para a maioria das aplicações.

Uma placa-mãe desse nível não está completa se não tiver um sistema de rede competente. Assim, a Gigabyte incluiu dois chips de rede: Killer E2500 e Intel Gigabit. O componente Killer entrega latências muito reduzidas, o que é ideal para gamers e profissionais que trabalham com grande volume de dados.

Testes de desempenho

A Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 é a primeira placa com o novo chipset da AMD que chegou ao nosso laboratório de testes, por isso não há dados de modelos similares para comparação.

Por outro lado, já testamos algumas placas com o chipset Intel Z270, o que nos permite verificar as mudanças entre plataformas similares da concorrência.

Máquina utilizada nos testes

  • Sistema: Windows 10
  • CPU: AMD Ryzen 7 1800X
  • Memória: 16 GB RAM Corsair DDR4 2.133 MHz
  • Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1080
  • SSD: Intel 540 Series 480 GB
  • Fonte: Corsair AX1500i

*A plataforma Intel usada nos comparativos foi equipada com os mesmos componentes, porém com o processador Intel Core i7-6700K

PassMark

O PassMark Performance Test executa testes em todos os componentes do computador, medindo as capacidades da memória, do disco rígido, do processador, da placa de vídeo e, claro, da comunicação entre todos esses componentes e a placa-mãe. O resultado geral é uma média da pontuação de todos os itens do computador.

PCMark

O PCMark é focado em testes mistos, que simulam desde o uso mais tradicional de um computador, como navegação na internet, até a reprodução de filmes e outras tarefas. Nós utilizamos a verificação Creative Conventional para averiguar a performance da máquina.

MaxxMEM

O MaxxMEM é um aplicativo de testes que mede a velocidade da memória em situações diferentes: cópia, leitura e escrita. Esse benchmark é importante para medir a taxa de transferência da RAM e conferir como o controlador de memória se sai no dia a dia.

Cinebench

O Cinebench é um teste de benchmark que verifica as capacidades do computador na renderização de gráficos tridimensionais (usando a tecnologia OpenGL), bem como o poder de processamento do chip principal da máquina.

RealBench

Este benchmark da ASUS efetua uma série de testes práticos, simulando como a máquina se comporta no dia a dia. O RealBench analisa o poder do computador na hora da edição de imagens, codificação de vídeos, trabalho com OpenCL e execução de múltiplas tarefas. O resultado geral indica a capacidade da máquina em pontos.

Vale a pena?

A Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 é uma excelente placa-mãe em todos os sentidos. Com alguns dos componentes mais robustos da atualidade, design moderno e sistema de iluminação RGB, a fabricante oferece um produto pronto para quem vai exigir muito da máquina.

Uma das pioneiras para as mais recentes soluções da AMD, esta placa se mostra preparada para as novas tecnologias do mercado e promete entregar desempenho de ponta com o chipset mais atualizado da AMD.

Por vir equipada com as mais recentes tecnologias para memória RAM, armazenamento, áudio, rede, USB e suporte para múltiplas placas de vídeo, não há dúvidas de que ela é perfeita para os gamers e profissionais que pretendem abusar da performance.

Em termos de desempenho, ficamos bastante satisfeitos com os resultados apresentados em nossos testes. Também gostamos das facilidades para overclocking, algo possível também por conta dos componentes sólidos, que trabalham bem em condições extremas.

A Gigabyte AORUS AX370-Gaming 5 chega ao Brasil com valores que ficam entre R$ 1,2 mil e R$ 1,6 mil, algo que depende conforme a forma de pagamento e a loja em questão. Assim, a Gigabyte mostra que está apta para concorrer neste mercado disputado de novos componentes da AMD, ainda mais porque o preço está adequado. Recomendamos este produto!

Cupons de desconto TecMundo: