O Samsung Gear 2 foi lançado originalmente com o sistema operacional Tizen, desenvolvido pela Linux em parceria com a própria Samsung, a Panasonic e a Intel. Mas um desenvolvedor do Fórum XDA Developers conseguiu instalar o Android Wear, sistema operacional vestível do Google, dentro do relógio inteligente.

Até o momento, o único dispositivo da Samsung equipado com o Android Wear é o Gear Live. Todos os demais contam com o Tizen, que oferece mais recursos e uma vida de bateria melhor que a do sistema da Google.

Isso não significa que o Tizen é a melhor opção para os smartwatches da Samsung. O Android Wear pode ser uma alternativa mais adequada por diversas razões, como o grande suporte de desenvolvedores, o Google Now, além do sistema de reconhecimento de voz da empresa.

O usuário  biktor_gj foi o responsável pela proeza, portando o Android Wear para o dispositivo vestível. Ele conseguiu fazer a modificação depois de trabalhar por quatro meses no projeto. Na realidade, o desenvolvedor ainda está trabalhando na modificação e por isso o SO não está disponível para download.

Entretanto, agora que o Android Wear já está instalado no Gear 2, ficará muito mais fácil e rápido dele conseguir trabalhar e adaptar o sistema operacional ao equipamento. Isso também significa que o Gear S também poderá receber o port, já que ambos os dispositivos tem um hardware similar.

Apesar disso, é bom conter a empolgação, considerando que ainda não está claro se o Android Wear conseguirá funcionar bem dentro do relógio inteligente. Mesmo assim, é bom ver que o SO da Google conseguiu ao menos ser instalado dentro do Gear 2, desenhado para funcionar com todas as limitações do Tizen.

Cupons de desconto TecMundo: